VOCÊ QUER MUDANÇAS? COMECE POR VOCÊ!

Compartilhe:

A vida, por seu dinamismo natural, está em constante mudança, porque vida é movimento; é um permanente vir-a-ser; um já-e-ainda-não. Vida é alegria e tristeza, é saúde e doença, é nascer e morrer, é plantar e colher, é matar e curar, é destruir e construir, é chorar e rir, é gemer e bailar, é atirar e recolher pedras, é abraçar e se separar, é procurar e perder, é guardar e jogar fora, é rasgar e costurar, é calar e falar, é amar e odiar, é guerra e paz…

Independente de nossa vontade, a vida muda! Muda e não pede opinião; muda e não espera ninguém; muda e não precisa da autorização de ninguém; muda e não faz concessões a ninguém; muda e não poupa ninguém… A vida muda e, nisso, está sua razão e sentido profundos.

Não há como fugir das mudanças. Elas são naturais e necessárias. No que depende da vida, nossa existência não passa, um segundo sequer, sem mudanças! Ora, como negar as mudanças? Evitar ou negar mudanças é um contra-senso, é nadar contra a corrente, é uma loucura, é impedir a vida de acontecer tal qual a sua condição: movimento.

Cada um de nós deve estar aberto a mudanças. Não como quem faz demolições, mas como quem faz faxina. Porque as mudanças mais necessárias, na vida pessoal, não acontecem, primeiramente, fora de nós, como demolição, mas, dentro de nós, como faxina.

Devemos ser os “faxineiros” de nós mesmos. Cada pequeno ponto, cada sujeirinha, cada velharia, cada caco, cada coisa em nós deve estar passível de faxina; passível de limpeza; passível de purificação. Mudança a partir do interior, de dentro, do coração só acontece pelo cultivo da interioridade. Porque é uma questão de método e não de simples estratégia. O cultivo da interioridade se faz, antes de tudo, pelo reconhecimento de que, em nós, há um interior que anseia o transcendente, o divino, o bem, o belo, os valores, as virtudes…

A carta de São Paulo aos Gálatas oferece um itinerário de cultivo da interioridade:

Enfrente suas inseguranças (Gl 1,6-10). “Estou admirado de vocês estarem abandonando tão depressa aquele que os chamou por meio da graça de Cristo, para aceitarem outro evangelho.”

Coloque Jesus como o centro da sua vida (Gl 2,15-21). “Eu vivo, mas já não sou eu que vivo, pois é Cristo que vive em mim. E esta vida que agora vivo, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.”

Dê espaço para Deus fazer a obra dele em você (Gl 3,1-5). “Respondam-me somente uma coisa: foi por causa da observância da Lei que vocês receberam o Espírito, ou foi porque vocês ouviram a mensagem da fé? Vocês são tão insensatos a ponto de ter começado com o Espírito e agora terminar na carne? Foi em vão que fizeram tantas experiências?”

Tome posse, como filho, da herança (Gl 3,26-4,7). “Vocês todos são filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo, pois todos vocês, que foram batizados em Cristo, se revestiram de Cristo. E se vocês pertencem a Cristo, então vocês são de fato a descendência de Abraão e herdeiros conforme a promessa.

Creia: a liberdade é um dom de Deus (Gl 5,1-12). “Cristo nos libertou para que sejamos verdadeiramente livres. Portanto, sejam firmes e não se submetam de novo ao jugo da escravidão.”

Busque a liberdade pela libertação (Gl 5,13-25). “Vocês foram chamados para serem livres. Que essa liberdade, porém, não se torne desculpa para vocês viverem satisfazendo os instintos egoístas. Pelo contrário, disponham-se a serviço uns dos outros através do amor.”

Saiba que somos suporte de fé uns para os outros (Gl 6,1-10). “Carreguem os fardos uns dos outros, e assim vocês estarão cumprindo a lei de Cristo. Se alguém pensa que é importante, quando de fato não o é, está enganando a si mesmo. Cada um examine a sua conduta, e então achará motivo de satisfação em sua própria pessoa, e não por comparação com outros, porque cada um deve levar a sua própria carga.”

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

ESCOLHER A MELHOR PARTE

    Todos nós temos uma grande dificuldade de lidar com decisões, escolhas, opções, prioridades. Talvez porque, nem sempre, temos claro o que queremos. Sim!

LEIA MAIS

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts

ESCOLHER A MELHOR PARTE

    Todos nós temos uma grande dificuldade de lidar com decisões, escolhas, opções, prioridades. Talvez porque, nem sempre, temos claro o que queremos. Sim!