VIVEMOS PELA FÉ!

Compartilhe:

 

É uma constatação e ponto pacífico que, todo mundo quer viver! Todo mundo gosta de viver. Porque viver é muito bom; viver é muito gostoso. Mas, viver não é uma tarefa fácil! Viver é difícil e comprometedor e, nem todo mundo aprendeu ou sabe viver! Então, cada um tenta viver como pode.

Alguns encaram a vida como uma questão de sorte ou azar; outros, não: encaram-na como luta e dedicação. Alguns a vivem na lógica da vantagem e do privilégio; outros, não: vivem-na com trabalho e renúncia. Alguns a pintam com de mil chances e oportunidades; outros, não: emolduram-na com escolha e determinação. Alguns vivem por si mesmos, auto-suficientes; outros, não: escolhem a via da fé, no Temor a Deus.

Para quem a fé não conta, a vida corre livre, leve e solta; sem compromissos e exigências; sem demoras ou impedimentos; sem controle ou prestação de contas. Tudo é permitido. Tudo é ilimitado. Vale tudo! Ainda mais, para quem não vive pela fé, a vida não tem fronteiras e não tem freios; tudo é mais livre, mais prazeroso e possível. Isso, porém, não significa vida autêntica! Como diz a Escritura: “Tudo é permitido. Mas, nem tudo convém. Tudo é permitido. Mas, nem tudo edifica” (1Cor 10,23)

Para quem vive pela fé, a vida é bela e revela-se como um Mistério Insondável que combina Dom de Deus e tarefa humana. Não é uma combinação qualquer. É uma combinação de Justiça, na base do Amor, da Compaixão e da Misericórdia, esboçado por outro Mistério: a Paixão, morte e Ressurreição de Cristo. “De fato, no evangelho a justiça se revela única e exclusivamente através da fé, conforme diz a escritura: ‘o justo vive pela fé’.” (Rm 1,17).

Para quem vive pela fé a vida tem exigências e chama à responsabilidade em qualquer gesto, palavra ou ação.  A vida, na fé, pressupõe escolha, decisão e determinação. “Desde o princípio, Deus criou o homem e o entregou ao poder de suas próprias decisões. Se você quiser, observará os mandamentos, e sua fidelidade vai depender da boa vontade que você mesmo tiver. Ele pôs você diante do fogo e da água, e você poderá estender a mão para aquilo que quiser. A vida e a morte estão diante dos homens, e a cada um será dado o que cada um escolher. De fato, a sabedoria do Senhor é grande, pois ele é Todo-poderoso e tudo vê. Seus olhos estão sobre aqueles que o temem, e ele conhece cada ação que o homem realiza. Ele não mandou ninguém se tornar injusto e a ninguém deu permissão para pecar” ( Eclo 15,14-20).

A vida, na fé, não precisa da sorte nem do azar, não depende das vantagens nem dos privilégios, não se sustentam nas chances nem das oportunidades. A vida, na fé, é de permanente entrega, confiança e abandono nas mãos de Deus porque, viver é risco constante, sofrimento, tribulação e morte. Nesse sentido, não dá para querer viver contando, apenas, com as próprias forças.

Para quem deseja afirmar e conduzir sua vida pela fé, vale a pena considerar a iluminação da Palavra de Deus:

Dt 30,19-20: “Eu lhe propus a vida ou a morte, a bênção ou a maldição. Escolha, portanto, a vida, para que você e seus descendentes possam viver, amando a Javé seu Deus, obedecendo-lhe e apegando-se a ele, porque ele é a sua vida e o prolongamento de seus dias.”

Lc 17,5-10: “Os apóstolos disseram ao Senhor: ‘Aumenta a nossa !’ O Senhor respondeu: ‘Se vocês tivessem do tamanho de uma semente de mostarda, poderiam dizer a esta amoreira: Arranque-se daí, e plante-se no mar. E ela obedeceria a vocês.”

2Tm 1,6-8.13-14:  “Por esse motivo, o convido a reavivar o dom de Deus que está em você pela imposição de minhas mãos.”

No fim das contas, ou se vive pela fé ou não se vive! Porque, somente pela fé é possível dar à vida um sentido, direção e meta.

 

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts