SENHOR, O QUE EU DEVO FAZER?

Compartilhe:

 

Nós estamos nas mãos de Deus! Nesse sentido, nossa história é uma história de fé, marcada, fundamentalmente, pela ação e presença Dele. Em tudo podemos ver Deus! Ele abrange tudo e nada lhe escapa.

A fé promove, em nossa vida, uma verdadeira revolução de convicções, de valores, de sonhos, de ideais e de sentido. Pela fé, cai por terra, como um castelo de areia, tudo aquilo que não tem e não dá sustento ou que é gestado no ventre da vaidade, do orgulho, do egoísmo e da cegueira.

Quando, no sermão da montanha, Jesus aponta para ideal-promessa da verdadeira felicidade uma grande crise de convicções, de valores, de sonhos, de ideais e de sentido se estabelece no mundo e no coração das pessoas. Parece contraditório o que Jesus apresenta como felicidade. Aos pobres em espírito, ele promete o Reino do Céu; aos mansos, a posse da terra; aos que têm fome e sede de justiça, a saciedade; aos misericordiosos, o encontro com a misericórdia; aos puros de coração, a visão de Deus; aos que promovem a paz, serem chamados filhos de Deus; aos perseguidos, por causa da justiça, o Reino do Céu e, aos que forem insultados, perseguidos e caluniados causa de seu nome, a recompensa no céu.

O que acontece, porém, é que não é só um ideal de felicidade, mas uma promessa. E, é claro, como ideal-promessa, implica numa aliança e em todas as suas consequências.  Por isso, enquanto garante a nova vida, Jesus apresenta a exigência do testemunho-resposta à altura do que foi concedido: “Vocês são o sal da terra (…) se o sal perde o gosto… Não serve para mais nada; serve só para ser jogado fora e ser pisado pelos homens. Vocês são a luz do mundo (…) Ninguém acende uma lâmpada para colocá-la debaixo de uma vasilha.  Que a luz de vocês brilhe diante dos homens, para que eles vejam as boas obras que vocês fazem, e louvem o Pai de vocês que está no céu”  (Mt 5,13-16).

Por outro lado, o próprio Jesus define como Ele vai manter a aliança, na linha do amor-fidelidade: “Não pensem que eu vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim abolir, mas dar-lhes pleno cumprimento” (Mt 5,17). E assevera: “se a justiça de vocês não superar a dos doutores da Lei e dos fariseus, vocês não entrarão no Reino do Céu” (Mt 5,20).  Ora, a prática da Lei deve ser levada a sério, tanto na causa (o amor a Deus e ao próximo) como no efeito (o Reino de Deus e Vida Eterna).

A fé que tem exigências, também tem consequências! Quem aceita o ideal-promessa de Felicidade, proposto por Jesus, precisa ter claro que deve superar a justiça dos doutores da Lei e dos fariseus; quer dizer: deve fazer a diferença na vida e na fé; deve encarnar o Evangelho; deve radicalizar a Lei, pelo amor. Assumir as consequências da fé é ter, sempre, a convicção-coragem de perguntar a Deus, como Paulo: “Senhor, o que eu devo fazer?” (At 22,10). E Jesus não economizou palavras:

“Vocês ouviram o que foi dito aos antigos: ‘Não mate! Quem matar será condenado pelo tribunal. Eu, porém, lhes digo: todo aquele que fica com raiva do seu irmão… diz: ‘imbecil’… chama: ‘idiota’… merece o fogo do inferno.”

“Vocês ouviram (…): ‘Não cometa adultério’. Eu, porém, lhes digo: todo aquele que olha para uma mulher e deseja possuí-la, já cometeu adultério com ela no coração.”

“Vocês ouviram (…): ‘Não jure falso’, mas ‘cumpra os seus juramentos para com o Senhor’. Eu, porém, lhes digo: não jurem de modo algum… Diga apenas ‘sim’, quando é ‘sim’; e ‘não’, quando é ‘não’. O que você disser além disso, vem do Maligno.”

“Vocês ouviram (…): ‘Olho por olho e dente por dente!’ Eu, porém, lhes digo: não se vinguem de quem fez o mal a vocês. Pelo contrário: se alguém lhe dá um tapa na face direita, ofereça também a esquerda!”

“Vocês ouviram (…): ‘Ame o seu próximo, e odeie o seu inimigo!’ Eu, porém, lhes digo: amem os seus inimigos, e rezem por aqueles que perseguem vocês! Assim vocês se tornarão filhos do Pai que está no céu.”

 

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

A AMIZADE DE DEUS

  Nosso Senhor, o Verbo de Deus, que primeiro atraiu os homens para serem servos de Deus, libertou em seguida os que lhe estavam submissos,

LEIA MAIS

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts