SEGUIR CRISTO: OUSADIA DA FÉ!

Compartilhe:

 

Onde a fé alcançou a excelência de convicção e opção de vida, as atitudes de quem crê parecem loucas, inconcebíveis e irracionais. De fato, a fé desafia a obviedade do mundo e suas certezas; suas esperanças e promessas. Fé é ousadia! E, por ser ousadia, quem crê está lançado na alegre confiança da providência divina, dentro da qual tudo é suficiente; tudo basta.

“A fé é um modo de já possuir aquilo que se espera, é um meio de conhecer realidades que não se vêem” (Hb 11,1).

A todos foi dada a fé como um dom; uma semente; um presente de Deus!

Uma vez aceita, a fé faz crescer: amadurece e transforma! Mas, para viver a fé é preciso vencer a si mesmo, numa luta permanente contra o pecado e suas imposições de morte.

Não é preciso nada de extraordinário para quem deseja viver a fé: basta querer!

Você foi agraciado com a fé! Mas, você já se decidiu pela fé?

Como você crê?

Quem tem fé descobre outros valores, corrige a sua esperança, freqüenta outros caminhos, decide novos rumos, formula outras perguntas, melhora seu alicerce pessoal, encontra outras respostas, mergulha em águas profundas, amplia a sua minguada visão, seleciona melhor a palavra, permite maiores sacrifícios, promove constantes renúncias, procura viver na justiça, multiplica os dons recebidos, partilha sem esperar nada em troca, aceita os tempos e os momentos, responde prontamente ao chamado, obedece até a morte, espera contra toda esperança, permanece no bem contra o mal, persevera no amor gratuito, atravessa todos os sofrimentos, extrai força da própria fraqueza, arrisca a própria vida, comunga da esperança dos santos, aspira pela pátria celeste, aguarda a ressurreição dos mortos.

Até que ponto você crê?

Quem aceitou a fé não mais impõe condições e não vive mais de cobranças. Pelo contrário, descobre a exigência do amor, no qual, tudo é possível. Porque “o amor é paciente, o amor é prestativo; não é invejoso, não se ostenta, não se incha de orgulho. Nada faz de inconveniente, não procura seu próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (1Cor 13,4-7). Portanto, a prática de fé, sem amor já nasceu morta!

Você é feliz na fé?

Quem experimentou a fé enxerga o abismo das ilusões, no qual somos jogados pelas inúmeras compensações vividas no ter, no poder e no prazer. “Por causa de Cristo, porém, tudo o que eu considerava como lucro, agora considero como perda. E mais ainda: considero tudo uma perda, diante do bem superior que é o conhecimento do meu Senhor Jesus Cristo. Por causa dele perdi tudo, e considero tudo como lixo, a fim de ganhar Cristo, 9 e estar com ele. E isso, não mais mediante uma justiça minha, vinda da Lei, mas com a justiça que vem através da fé em Cristo, aquela justiça que vem de Deus e se apóia sobre a fé” (Fl 3,7-9)

Onde você quer chegar com a fé?

Quem apostou na fé não precisa ter medo de perdas, de sofrimentos e males; não deve querer ser poupado em nada. Antes, deve manter os pés no caminho, seguindo o modelo que é Cristo. “Quanto a mim, meu sangue está para ser derramado em libação, e chegou o tempo da minha partida. Combati o bom combate, terminei a minha corrida, conservei a fé. Agora só me resta a coroa da justiça que o Senhor, justo Juiz, me entregará naquele Dia; e não somente para mim, mas para todos os que tiverem esperado com amor a sua manifestação. Mas o Senhor ficou comigo e me encheu de força, a fim de que eu pudesse anunciar toda a mensagem, e ela chegasse aos ouvidos de todas as nações. E assim eu fui liberto da boca do leão. O Senhor me libertará de todo mal e me levará para o seu Reino eterno. Ao Senhor, glória para sempre. Amém!” (2Tm 4,6-8.17-18).

Seguir a Cristo é dar a própria vida: esta é a ousadia da fé!

Vamos, portanto, viver a fé seguindo a Cristo?

“Jesus chegou à região de Cesaréia de Filipe, e perguntou aos seus discípulos: ‘Quem dizem os homens que é o Filho do Homem?’ Eles responderam: ‘Alguns dizem que é João Batista; outros, que é Elias; outros ainda, que é Jeremias, ou algum dos profetas.’ Então Jesus perguntou-lhes: ‘E vocês, quem dizem que eu sou?’ Simão Pedro respondeu: ‘Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo’” (Mt 16,13-19).

 

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts