RESSURREIÇÃO: PROCESSO, NÃO RESULTADO!

Compartilhe:

 

Existem muitos temas controvertidos na fé. A ressurreição é um deles. Não faltam idéias e interpretações. Sobram, também, comentários e definições. Somente com uma legítima interpretação se consegue um profundo entendimento. Nesse sentido é legítimo afirmar que: a ressurreição é um processo e, não um resultado.

Quando falamos em RESULTADO, lembramos sempre de algo pronto, acabado, definido, o ponto final de algo pretendido…

Quando falamos em PROCESSO, estamos olhando para algo vivo, dinâmico, aberto; um ciclo interminável; um ponto de partida sempre.

A ressurreição é a plenitude de vida que começou em Jesus e que continua em nós, permanentemente, cada dia, até a plenitude dos tempos, no face-a-face com Deus. Jesus ressuscitou, verdadeiramente, de uma vez por todas, sem fechar o processo. Nós, enquanto vivemos neste mundo, estamos em processo de ressurreição, cada dia, em cada situação, em cada acontecimento em cada fato. Jesus é o ponto de partida, sempre, para novos ressuscitados. Nós, enquanto vivemos, estamos no mesmo processo com todos, sendo, inclusive, ponte, apoio e sinal para o amadurecimento de muitos irmãos em processo de ressurreição. Nossa morte, porém, fecha o nosso ciclo terreno. É o final de nosso processo de ressurreição. Chegamos ao topo. Não precisamos mais do processo, porque não precisamos mais do mundo. Na plenitude da vida ressuscitada, só Deus Basta.

Tomemos o Evangelho e, vejamos o modo assertivo de Jesus quando trata a ressurreição diante dos incrédulos Saduceus.

“Os saduceus afirmam que não existe ressurreição. Alguns deles foram até Jesus, e lhe propuseram este caso: ‘Mestre, Moisés escreveu para nós: « Se alguém morrer, e deixar a esposa sem filho, o irmão desse homem deve casar-se com a viúva, a fim de que possam ter filhos em nome do irmão que morreu ». Ora, havia sete irmãos: o primeiro casou-se, e morreu sem ter filhos. O segundo casou-se com a viúva, e morreu sem ter filhos. A mesma coisa aconteceu com o terceiro. E nenhum dos sete teve filhos. Por último, morreu também a mulher. Na ressurreição, quando eles ressuscitarem, de quem ela será? Todos os sete se casaram com ela!’ Jesus respondeu: ‘Vocês estão enganados, porque não conhecem as Escrituras nem o poder de Deus.  Com efeito, quando os mortos ressuscitarem, os homens e as mulheres não se casarão, pois serão como os anjos do céu.  E, quanto ao fato de que os mortos vão ressuscitar, vocês não leram, no livro de Moisés, a passagem da sarça ardente? Deus falou a Moisés: «Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó ».  Ora, ele não é Deus de mortos, mas de vivos! Vocês estão muito enganados” (Mc 12,18-27).

A ressurreição não “joga” para depois da morte o poder da eternidade da vida e, nem tão pouco, restringe as chances de decisões e mudanças necessárias para alcançar a tão pretendida plenitude em Deus. Não há necessidade de voltar ao mundo, se reencarnar para ter chance de mudança. Pelo contrário, as incontáveis chances, Deus nos dá no tempo de vida que temos.

É preciso viver com a disposição do salmista: “Em ti confio, meu Deus. Que eu não fique envergonhado, e meus inimigos não triunfem sobre mim! Os que em ti esperam não ficam envergonhados; fiquem envergonhados todos os traidores. Mostra-me os teus caminhos, Javé, ensina-me as tuas veredas. Guia-me com tua verdade. Ensina-me, pois tu és o meu Deus salvador, e em ti espero o dia todo. Javé, lembra-te da tua compaixão e do teu amor, que existem desde sempre. Não te lembres de meus desvios, nem dos pecados da minha juventude. Lembra-te de mim, conforme o teu amor, por causa da tua bondade.  Javé é bondade e retidão, e aponta o caminho aos pecadores. Ele encaminha os pobres conforme o direito, e ensina aos pobres o seu caminho”  (Sl 25, 2-9).

O auge da Ressurreição é a vida no Espírito Santo, como Pentecostes diário.

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

A SANTÍSSIMA TRINDADE

    Domingo, dia 12 de junho a Igreja celebra a Santíssima Trindade, por isso convém dedicar algumas palavras para tratar este mistério da fé.

LEIA MAIS

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts