Procissão de Fogaréu ilumina as ruas do centro histórico de Oeiras

Compartilhe:

Saindo da Igreja Catedral de Nossa Senhora da Vitória, aconteceu na noite desta quinta-feira, 29.03.2018, a tradicional procissão de Fogaréu. Dom Edilson Nobre, bispo diocesano, participou do ato para-litúrgico acompanhado pelos padres Possidônio Barbosa e José Francisco, administrador e vigário da Paróquia da Catedral, respectivamente, e padre Edivaldo  Santos, administrador da Paróquia de São José, em Paes Landim e da Área Pastoral de São Miguel Arcanjo, em São Miguel do Fidalgo. Milhares de fiéis  acompanharam emocionados o ato que revive a perseguição e prisão de Jesus Cristo.

Seguindo a tradição secular, apenas homens participam da procissão carregando lamparinas que iluminam as ruas do centro histórico de Oeiras, rezando e cantando. No percurso por onde passa a procissão, a iluminação elétrica é desligada, ficando iluminada apenas pelas luzes do Fogaréu. As mulheres ficaram na Igreja Catedral em vigília ao Santíssimo Sacramento, grupos organizados revezavam, com cânticos e orações, enquanto a procissão acontecia.

Ao término da  procissão, todos os fiéis se reuniram no adro da Catedral de Nossa Senhora da Vitória, a advogada Sanya Mary,  aproveitou para falar sobre os índices de violência contra a mulher em Oeiras: “Os índices de violência doméstica em nossa cidade e em nossa região atinge números impactantes. As famílias padecem dessa mazela que dilacera a esposa que é mãe e causa danos irreparáveis aos filhos. A violência doméstica é algo que infelizmente é aceito em nossa cultura, mas nós construiremos uma cultura de paz”, pontuou.

O sermão do Fogaréu, este ano, foi proferido pelo padre Edivaldo  Santos, que enfatizou sobre aqueles que vivem a margem da sociedade e pediu para que os fiéis olhassem por eles “ Que a paz recebida como dom e alimentada dia-a-dia na profecia dos pequenos gestos palavras, olhares, sentimentos, atos e atitudes favoreçam o seguimento humilde a Jesus Cristo na alegria do Evangelho para a construção de uma cultura de Paz, rumo ao reino definitivo. Trago e ofereço a cada um, o beijo dos pobres, das crianças vulneráveis, dos doentes, dos desprezados, dos perseguidos, dos humilhados, dos marginalizados, dos injustiçados, dos abusados e dos violentados da sociedade, um beijo na face de cada um”.

Padre Possidônio Barbosa por sua vez destacou a importância da participação da Igreja na construção de uma sociedade livre de violência “ Nós não queremos a violência contra ninguém sobretudo contra as mulheres. Precisamos construir uma sociedade justa para todos, livre de qualquer violência. Nos Passos do Bom Jesus, nós que somos a igreja de Cristo vamos construir uma cultura de paz”, ressaltou.

Dom Edison Nobre destacou “que todos que buscam Jesus possam encontrar em Cristo uma luz. Eles representam os soldados que partiram em busca de Jesus para prendê-lo. Mas aqui são soldados diferentes, são aqueles que conhecem a história de Jesus e o que ele significa na vida da gente”, disse. Ao término do sermão, deu a benção final e convidou todos os homens para adentrarem à Igreja “ A todos que vieram, aqueles que não vão permanecer em Oeiras e que voltam para suas paróquias lembram-se de participar das demais atividades que a paróquia lhe proporciona. Não deixem de participar das atividades da Semana Santa. E ao padre Edivaldo que com muito esforço, veio para cá nos dirigir essas palavras, esse sermão tão bonito. Não deixemos nunca de buscar a luz de Jesus. Quem encontra a luz de Cristo jamais vai ser agressivo, jamais vai causar violência àqueles que fazem parte do seu convívio.”

Por: Jussy Freitas

 

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts