PENTECOSTES: ESPÍRITO QUE RENOVA

Compartilhe:

Neste final de semana, a Igreja celebra PENTECOSTES.

O acontecimento Pentecostes é o marco referencial para a origem da Igreja. É impossível falar da Igreja sem falar de Pentecostes. É impossível falar das obras da Igreja sem falar da obra do Espírito Santo na Igreja. É impossível falar da missão da Igreja sem falar dos dons do Espírito Santo que suscitam a missão da Igreja.

“Quando chegou o dia de Pentecostes, todos eles estavam reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um barulho como o sopro de um forte vendaval, e encheu a casa onde eles se encontravam Apareceram, então, umas como línguas de fogo, que se espalharam e foram pousar sobre cada um deles. Todos ficaram repletos do Espírito Santo, e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem…” (At 2,1-13).

Lucas, em todo o capítulo 2 dos Atos, define os dois centros propulsores da experiência cristã; as duas forças que impulsionam o dinamismo cristão: o Espírito Santo e a Palavra.

Efusão e ação do Espírito Santo. O Espírito de Pentecostes, como força renovadora e unificante de Deus, reúne ao redor dos Apóstolos, os representantes da nova humanidade, isto é, os povos do mundo habitado. A efusão do Espírito Santo, na festa de Pentecostes cumpre a promessa de Jesus e inaugura, oficialmente, o tempo da Igreja: “Não se afastem de Jerusalém. Esperem que se realize a promessa do Pai, da qual vocês ouviram falar: ‘João batizou com água; vocês, porém, dentro de poucos dias, serão batizados com o Espírito Santo’. ‘…o Espírito Santo descerá sobre vocês, e dele receberão força para serem minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os extremos da terra’” (At 1,4-5.8).

O dinamismo da Palavra. A palavra de Pedro, que dá um sentido cristão e salvífico aos fenômenos do Espírito Santo, dom de Jesus Ressuscitado, opera a transformação das consciências e faz convergir para o núcleo da nova comunidade, uma massa de convertidos. São os Doze Apóstolos, junto com o primeiro núcleo de comunidades, que estão habilitados com a força do Espírito Santo, para anunciar a Salvação, como o grande dom de Deus. Com Pentecostes, nasce a comunidade prometida pelos profetas para o tempo final.

A experiência do Espírito Santo. Lucas descreve a experiência do Espírito Santo utilizando os símbolos clássicos da ação poderosa e soberana de Deus: o vento e o fogo…

O Espírito é um Dom de Deus, vem do céu, não é um produto da sugestão humana. É uma força irresistível que foge ao controle e às manipulações humanas.

Ao intelectual e teólogo judeu Nicodemos que quer saber “como” age Deus, Jesus diz: “o vento sopra onde quer e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem nem para onde vai; assim acontece com todo aquele que nasce do Espírito” (Jo 3,8). A irrupção do Espírito Santo, com sua ação singular sobre cada pessoa é ação interior e transformadora. Mas, torna-se externamente, uma nova capacidade de comunicação: ‘começaram a falar outras línguas” (At 2,4).

Uma nova humanidade. Cada nação do mundo, diz Lucas, é convocada a Jerusalém para ser testemunha da nova época histórica que se abre com a efusão do Espírito Santo. Todos os povos verão a grandeza de Deus, porque não existe fronteira para sua ação. Isto é o que os Apóstolos entendem e anunciam. O Espírito Santo rompe barreiras, reúne os dispersos e proclama o grande ideal do amor de Deus: a unidade. Neste sentido, onde há divisão o Espírito de Deus não está agindo.

Oração do Espírito Santo. Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. OREMOS: Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espirito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém!

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

A AMIZADE DE DEUS

  Nosso Senhor, o Verbo de Deus, que primeiro atraiu os homens para serem servos de Deus, libertou em seguida os que lhe estavam submissos,

LEIA MAIS

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts