PASCOM: refletindo sobre uma comunicação sem fronteiras

Compartilhe:

Permito-me partilhar com você uma reflexão sobre a comunicação, sobre esse trabalho tão bonito realizado pela PASCOM – Pastoral da Comunicação.

Quando falamos em comunicação penso sempre em uma atividade difusa, ampla, isto é, para além das fronteiras, dos limites geográficos do quintal da minha casa, dos limites territoriais da minha paróquia, área pastoral etc. Evidentemente que a atividade jornalística e comunicacional é e sempre será limitada: a objetiva da câmera, a quantidade de palavras do texto, a quantidade de palavras no artigo, os tantos minutos da entrevista, o raio de cobertura da emissora etc.

O desafio que se impõe é pensar a comunicação, de uma forma mais ampla, procurando romper as barreiras acima elencadas e outras mais, sem relativizar, ignorar, sentir-se indiferente diante da realidade  que nos circunda. Penso que o desafio da PASCOM é contemplar a realidade local e ao mesmo tempo a  realidade dos cosmos – que ambas sejam sempre e de algum modo colocadas na pauta.

Um desafio que se estabelece é também de levar cada homem e mulher a sentir-se um comunicador(a), não só dos sinistros: mortes, acidentes etc. mas de tudo o que está ligado à vida, à ação benfazeja de Deus em nossa vida, na vida das nossas comunidades, no mundo. Por isso tenho pedido às pessoas às pessoas que participam da celebração de um batizado, que participam de um casamento, de uma colação de grau, da benção de uma casa etc. que divulguem: telefonem para alguém, postem no whatsapp, coloquem no facebook, que coloquem na “rede”.

Assim estaremos manifestando a nossa crença em uma comunicação para a vida. Mesmo em meio às contradições inerentes à nossa condição humano-histórica. Sem deixarmos de sentir que o Reino de Deus vai acontecendo entre nós, nessa tensão constante entre: “o já e o ainda não”, entre “luzes e sombras”.

Somos chamados a anunciar o Reino de Deus aos homens e mulheres de todas as latitudes e longitudes, aos homens e mulheres de todos os quadrantes da terra. Que a PASCOM, as nossas PASCONS – nas nossas paróquias, dioceses, áreas pastorais etc.- possam levar todos os cristãos a entrar nessa dinâmica, a abraçar essa causa: levando, promovendo o evangelho a alegre notícia da visita de Deus às nossas vidas: dentro da nossa paróquia, área pastoral, diocese, estado, país, dentro do mundo-universo.

Oxalá sintamo-nos todos chamados a entrar nessa ciranda: a ciranda de uma comunicação da vida, de uma comunicação sem fronteiras.

 

Pe. Francisco Barbosa, Presbítero da Diocese de Oeiras, Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Socorro do Piauí-PI , e-mail: [email protected], whatsapp: 089-99413-1800

 

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts