O momento presente com o senso de eternidade!

Compartilhe:

“Debaixo do céu há momento para tudo, e tempo certo para cada coisa” (Ecle 3,1).

 De que nos vale todo o tempo do mundo se não sabemos como usá-lo?

Para quem olha o tempo não só como relógio e calendário, a vida tem sentido de descoberta e conquista diária; tem valor de presente e tem sabor de esperança.

O tempo não é inimigo, mas, se cumpre diante de todos com a mesma medida. O tempo não espera nenhuma vontade, mas, não deixa de revelar coisas novas. O tempo não passa, simplesmente, ele leva adiante quem quer e quem não quer. O tempo não é arbitrário; acontece que, ele só não poupa ninguém!

Diante do tempo o que interessa é a capacidade de discernimento.

Acompanhe comigo esta comparação:

“Imagine que você tenha uma conta corrente e a cada manhã acorde com um saldo de R$ 86.400,00.

Só que não é permitido transferir o saldo para o dia seguinte.

Todas as noites o seu saldo é zerado, mesmo que você não tenha conseguido gastá-lo durante o dia. O que você faz?

Você iria gastar cada centavo é claro!

Todos nós somos clientes deste banco que estamos falando.

Chama-se “TEMPO”. Todas as manhãs, é creditado para cada um 86.400 segundos. Todas as noites o saldo é debitado como perda.

Não é permitido acumular este saldo para o dia seguinte. Todas as manhãs a sua conta é reinicializada, e todas as noites as sobras do dia se evaporam. Não há volta.

Você precisa gastar vivendo no presente o seu depósito diário. Invista, então no que for melhor, na sua saúde, felicidade, sucesso!

O relógio esta correndo. Faça o melhor para o seu dia-a-dia.

– Para você perceber o valor de “um ano”, pergunte a um estudante que repetiu de ano.

– Para você perceber o valor de “um mês”, pergunte para uma mãe que teve seu bebê prematuramente.

– Para você perceber o valor de “uma semana”, pergunte a um editor de um jornal semanal.

– Para você perceber o valor de “uma hora”, pergunte aos amantes que estão esperando para se encontrar.

– Para você perceber o valor de “um minuto”, pergunte a uma pessoa que perdeu um trem.

– Para você perceber o valor de “um segundo”, pergunte a uma pessoa que conseguiu evitar um acidente.

– Para você perceber o valor de “um milésimo de segundo”, pergunte a alguém que venceu a medalha de prata em uma olimpíada.

Valorize cada momento que você tem! E valorize mais porque você deve dividir com alguém especial, especial o suficiente para gastar o seu tempo junto com você.”

O grande discernimento sobre o tempo é aprender viver o momento presente com o senso de eternidade!

Eis o que diz a Palavra de Deus: “Observei a tarefa que Deus entregou aos homens, para com ela se ocuparem: tudo o que ele fez é apropriado para cada tempo. Também colocou o senso da eternidade no coração do homem, mas sem que o homem possa compreender a obra que Deus realiza do começo até o fim. Então compreendi que não existe para o homem nada melhor do que se alegrar e agir bem durante a vida. E compreendi também que é dom de Deus que o homem possa comer e beber, desfrutando do produto de todo o seu trabalho. Compreendi que tudo o que Deus fez dura para sempre. A isso nada se pode acrescentar, e disso nada se pode tirar” (Ecle 3,10-14).

 

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts