O amor é o bilhete de identidade do cristão, afirma Papa Francisco

Compartilhe:

Domingo, 24 de abril – mais de 60 mil adolescentes participaram na Missa presidida pelo Papa Francisco na Praça de S. Pedro por ocasião do Ano Santo da Misericórdia. O Santo Padre falou-lhes de amor, liberdade e felicidade.

O Papa Francisco na sua homilia, partindo do Evangelho deste V Domingo da Páscoa, deixou claro aos adolescentes que o amor é o bilhete de identidade cristão:

“Por outras palavras, o amor é o bilhete de identidade do cristão, é o único «documento» válido para sermos reconhecidos como discípulos de Jesus. Se este documento perde a validade e não se renova deixamos de ser testemunhas do Mestre.”

O Santo Padre convidou os adolescentes a serem discípulos de Jesus, verdadeiros amigos que se distinguem “pelo amor concreto que brilha na sua vida”. Um amor que não é fácil “é exigente, requer esforço” – disse o Papa.

O amor é generosidade – continuou o Papa – que disse aos adolescentes para não se esquecerem de agradecer ao Senhor que “não Se esquece de nos oferecer cada dia um dom especial”. Porque o Senhor “está sempre contigo e sente-Se contente por estar contigo” para lançar redes e pôr a render os teus talentos – afirmou o Papa dirigindo a cada um dos adolescentes:

“Como fez com os seus jovens discípulos, fixa-te nos olhos e chama-te para O seguir, «fazer-te ao largo» e «lançar as redes» confiado na sua palavra, ou seja, a pôr a render os teus talentos na vida, juntamente com Ele, sem medo. Jesus espera pacientemente por ti, aguarda uma resposta, espera o teu «sim».”

O desejo de afeto e de ternura dos adolescentes vividos segundo a voz do Senhor – observou Francisco – permite-nos “cuidar da outra pessoa, o que significa respeitá-la, protegê-la e esperar por ela.” E para tal existe a liberdade que é o “dom de poder escolher o bem”. Segundo o Papa “é livre quem escolhe o bem, quem procura aquilo que agrada a Deus, ainda que custe. Mas só com opções corajosas e fortes é que se realizam os sonhos maiores, os sonhos pelos quais vale a pena gastar a vida.”

“A vossa felicidade não tem preço, nem se comercializa; não é uma “app” que se descarrega do telemóvel: nem a versão mais atualizada vos poderá ajudar a tornar-vos livres e grandes no amor” – sublinhou ainda o Santo Padre que no final da sua homilia declarou que os adolescentes são “capazes de gestos de grande amizade e bondade”, capazes de construir o futuro como “discípulos de Jesus”.

 

Fonte: radiovaticana.va

Foto: radiovaticana.va

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts