Nossa Senhora da Vitória é celebrada com júbilo em Oeiras

Compartilhe:

Milhares de devotos de Nossa Senhora da Vitória participaram com muito entusiasmo, da Festa da Padroeira de Oeiras e do Piauí. O festejo aconteceu de 05 a 15 de agosto e foi marcado por novena, quermesse, show católico, celebração eucarística de encerramento e procissão até o morro do Leme, onde encontra-se a imagem de 15 metros de Nossa Senhora da Vitória.
Na manhã desta quarta-feira, 15/08/2018, os fiéis participaram de missa solene da Assunção de Nossa Senhora e festa da Padroeira do Piauí, da Diocese de Oeiras e da Paróquia, Nossa Senhora da Vitoria, às 09h, na Igreja Catedral. Presidida por Dom Edilson Nobre, bispo diocesano de Oeiras, e concelebrada pelos padres Possidônio Barbosa  pároco da Catedral e Vigário Geral da Diocese,  Pe. José Francisco, vigário paroquial e referencial pastoral da pessoa idosa e Rogério Santos, administrador da Paróquia São Francisco de Assis e coordenador de pastoral. A celebração eucarística foi animada pelo Coral Madrigal, que durante o festejo participou com muito entusiasmo das celebrações da padroeira.
Durante a homilia, Dom Edilson Nobre, ressaltou que Nossa Senhora foi “escolhida para ser a Mãe de Deus, Maria não conheceu o pecado nem a corrupção da morte. Nela tudo é vida, porque nela foi gerada a Vida, que é luz do mundo. Nela não há pecado e as trevas da morte não dominam a Luz, que é a vida em Maria; por isso hoje celebramos com ela a Vitória do seu Filho sobre a morte”; mencionou ainda que ” os Bispos do Nordeste estiveram reunidos em Fortaleza entre os dias 07 a 10 de agosto do corrente ano para celebrar a comunhão que os une, fazer memória dos bons testemunhos que os impulsionam para a missão e contemplar com lucidez e discernimento o mosaico diverso e complexo de nossa realidade para buscar caminhos comuns para a ação evangelizadora em nossas Igrejas Particulares, frente aos desafios do tempo presente. Na ocasião, constataram que, durante muito tempo, a imagem da Região Nordeste foi estereotipada pelo drama da miséria causada pelas longas estiagens. E que no final do século XX e início do século XXI, contudo, em razão do momento positivo vivido pelo país, o povo nordestino foi favorecido por uma significativa melhoria do quadro econômico e social visível”, pontuou Dom Edilson. 
A partir das 16h30, os devotos da Virgem da Vitória seguiram em procissão que saiu da Igreja Catedral em direção ao sopé do Morro do Leme. Durante o percurso, a procissão fez uma parada no Hospital Regional Deolindo Couto onde Dom Edilson Nobre deu uma benção especial aos doentes e funcionários da instituição. Ao chegar no Morre do Leme uma multidão de fieis devotos acolheram a imagem de Nossa Senhora da Vitória com muita alegria e devoção. A missa solene de encerramento foi presidida por Dom Edilson Nobre e concelebrada por demais representações do clero diocesano. Em seguida a imagem da Virgem da Vitória retornou a Igreja Catedral em procissão, acompanhada por milhares de fiéis, que prestaram sua última homenagem no patamar da velha matriz, dando por encerrado a festa da Padroeira de Oeiras e do Piauí, neste ano de 2018.

Fotos: Fernanda e Dalva

  

 

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts