NEM TODOS SÃO PAIS, MAS, TODOS SÃO FILHOS!

Compartilhe:

 

“Todo filho quer um pai! E, todo pai quer um filho?”

 

T…oda pessoa precisa de amor… anseia por amor.

O…uvindo o coração chegamos nessa verdade!

D…eus é Pai e, nos tem a todos como filhos.

O…uvindo o coração de Deus obtemos essa fé!

F…ilhos não são os gerados, mas, os amados.

I…sso significa que, antes do GENE vem o amor!

L…amentável a situação dos filhos abandonados.

H…orrível falar em filhos sem pai… horrível.

O…uvindo o coração dos filhos “caímos na real”:

Q…uem sente pena ou dó não sabe se compadecer

U…m coração compassivo faz-se ombro e colo.

E…ste sabe oferecer o próprio coração como útero.

R…idícula é a posição dos indiferentes… que nojo!

U…ma visita rápida nos orfanatos é desconcertante.

M…ilhares de crianças… uma lista de descartados.

P…ilhas de documentos burocratizam esperanças;

A…fastam os abandonados de uma família possível.

I…nvestigação de paternidade é humilhação rasteira,

E…mbora seja a única arma contra os sem coração.

T…oda pessoa precisa de amor… anseia por amor.

O…uvindo o coração dos pais evitamos generalizar.

D…ivina justiça aos pais que nunca vão abandonar!

O…uvindo o coração da Bíblia, mudaremos o olhar.

P…ai é o Senhor Deus, Criador do Universo… Ele é!

A…os que a natureza concede a paternidade carnal,

I…nvestidos do poder do coração que, gera no amor,

Q…uerer, tal como quer o Senhor Deus, Criador,

U…teralizar o filho, no amor, ensinando-o a amar!

E…sta é a chave da vida e o princípio da renovação.

R…acionalizar o amor é uma tentativa de boicote:

U…m modo de justificar a injustificável ausência,

M…undanizando expressões de carinho com coisas;

F…orjando situações de impossibilidades não reais;

I…nflamando conflitos para semear discórdias mil.

L…iberdade para amar é força de um coração livre,

H…ospedeiro da humanidade de todo ser humano

O…uvindo a si mesmo, ninguém fica sem amar.

 

A Santíssima Trindade é o melhor modelo para todas as realidades, situações e necessidades da vida humana. Quando Jesus ensina a oração do Pai-nosso, o que Ele está fazendo, não é, apenas, ensinar uma fórmula e, pronto. O que ele está ensinando é uma nova forma de relação com Deus sob o princípio da paternidade-filiação. Neste sentido, a relação pai-filho deixa de ser o simples efeito da paternidade, para ser a causa originária de um grande amor relacional, marcado pela reciprocidade: o pai no filho e o filho no pai. Ensinando o Pai nosso, Jesus nos ensinou o mistério grandioso do ser Pai e do ser Filho; uma verdadeira fonte de espiritualidade.

Renovemos nossas relações humanas: Deus nos quer como filhos… Queiramos a Deus como Pai!

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto:

Posts Relacionados

OS CRISTÃOS NO MUNDO

Como identificar os cristãos? Pela Bíblia? Pela Igreja? Pelo Palavreado? Pelos trejeitos? Pela roupa? Pelos costumes? Pelos amigos? No século II, um belíssimo texto da

LEIA MAIS

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts