Não pratiquem a justiça de vocês diante dos homens

Compartilhe:

 

Farisaísmo é sinônimo de Hipocrisia; vida de aparência e de faz de conta; superficialidade e mentira; enganação e erro; dissimulação e incoerência…

Entenda: Fariseu é o nome dado a um grupo de judeus devotos à Torá surgidos no século 2 a.C.  Por causa de sua forte oposição ao Cristianismo, através dos tempos, criaram em torno de si a figura de fanáticos e hipócritas que apenas manipulam as leis em interesse próprio.

O nome fariseu vem do grego farisaioi, derivado do hebraico perushim. Esta palavra vem da raiz parash que, basicamente, quer dizer separar, afastar, explicar, esclarecer. Assim, o nome perushim é normalmente interpretado como aqueles que se separaram do resto da população comum para se consagrar o estudo da Torá e das suas tradições.

A Bíblia bate forte contra a hipocrisia: “Rejeitem qualquer maldade, toda mentira, todas as formas de hipocrisia e inveja e toda maledicência” (1Pd 2,1). Jesus contesta, veementemente, a hipocrisia encarnada nos fariseus: “Tomem cuidado com o fermento dos fariseus, que é a hipocrisia” (Lc 12,1).

Veja com que duras palavras a Sagrada Escritura combate a hipocrisia dos fariseus e nossa.

“Ai de vocês, doutores da Lei e fariseus hipócritas! Vocês fecham o Reino do Céu para os homens. Nem vocês entram, nem deixam entrar aqueles que desejam. Ai de vocês, doutores da Lei e fariseus hipócritas: Vocês exploram as viúvas, e roubam suas casas e, para disfarçar, fazem longas orações! Por isso, vocês vão receber uma condenação mais severa. Vocês percorrem o mar e a terra para converter alguém, e quando conseguem, o tornam merecedor do inferno duas vezes mais do que vocês.

Guias cegos! Vocês dizem: ‘Se alguém jura pelo Templo, não fica obrigado, mas se alguém jura pelo ouro do Templo, fica obrigado’. Irresponsáveis e cegos! O que vale mais: o ouro ou o Templo que santifica o ouro? Vocês dizem também: ‘Se alguém jura pelo altar, não fica obrigado, mas se alguém jura pela oferta que está sobre o altar, esse fica obrigado’. Cegos! O que vale mais: a oferta ou o altar que santifica a oferta? De fato, quem jura pelo altar, jura por ele e por tudo o que está sobre ele. E quem jura pelo Templo, jura por ele e por Deus que habita no Templo. E quem jura pelo céu, jura pelo trono de Deus e por aquele que nele está sentado.

(…)

Vocês são como sepulcros caiados: por fora parecem bonitos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e podridão! Assim também vocês: por fora, parecem justos diante dos outros, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e injustiça.

Vocês constroem sepulcros para os profetas, e enfeitam os túmulos dos justos, e dizem: ‘Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais, não teríamos sido cúmplices na morte dos profetas’. Com isso, vocês confessam que são filhos daqueles que mataram os profetas” (Mt 23,13-31).

Não fique pensando para quem serviriam estas palavras! Elas não devem servir de julgamento para os outros. Não servem como uma carapuça! Servem antes, para mim e para você, como um meio de auto-análise e auto-correção. Tais palavras, mais do que para a vergonha, servem para a nossa correção.

O grande mal da hipocrisia é a vida do homem projetada encima de meias verdades; regada pela aparência de bem, de bom e de belo; formada pela simulação do real… E o que é pior, uma mentalidade corruptível, passível de aceitação e adesão pelos outros.

“Prestem atenção! Não pratiquem a justiça de vocês diante dos homens, só para serem elogiados por eles. Fazendo assim, vocês não terão a recompensa do Pai de vocês que está no céu” (Mt 6,1).

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts