NÃO DESPREZE A NINGUÉM POR SUA FRAQUEZA!

Compartilhe:

 

Todos nós somos fracos! Trazemos em nossa existência marcas de fragilidade, debilidade e deficiência. Em todos os aspectos possíveis da nossa vida. E isso não é um defeito da nossa natureza, pelo contrário, é a nossa contingência: somos assim!

Nenhum limitação humana deve ser vista ou pensada como defeito e, portanto, como problema. Nossas limitações não nos fazem menos gente ou menos humanos. O que ocorre é que nós não somos perfeitos! E isso é uma verdade contra a qual nada podemos.

Mas, o gênio humano, capaz das distorções mais grosseiras, transforma realidades humanas naturais e aceitáveis, como coisa bizarra e, portanto, desprezível.

Somos o que somos!

A história do Brasil e do mundo fala, abertamente, sobre a escravidão de índios e negros. Mas, são mecanismos de sujeição escravocrata que demonstram a perniciosa ideologia do não ser, subjacente a todas as suas práticas e justificadas social, econômica, política e teologicamente: o branco é o índio/negro não são, portanto, passíveis de escravidão.

O ideal de perfeição criou a ideologia da raça pura que se concretizou no nazismo alemão. A história é, também, testemunha, das ações mais hediondas praticadas pelo nazismo ao longo dos anos. O extermínio de pessoas se justificou pela pretensão de se criar uma nação de homens indefectíveis.

O capitalismo, inescrupuloso por natureza, formou na cabeça e no coração de todos os seus defensores a ideologia do progresso e da prosperidade onde, somente tem valor quem é capaz de produzir, de gerar riquezas, de consumir, de estar na moda… um espaço onde não se encaixam os pobres, os doentes, os idosos, os deficientes…

Será mesmo assim? Qual é o lugar devido a cada um no mundo? É possível um espaço para todos? O que pode esperar uma pessoa marcada por uma deficiência? Está, mesmo, condenada uma pessoa por não preencher os ‘requisitos sociais de perfeição e ajuste’? Ao invés de considerar as limitações dos outros como um defeito, por que não aceita-las e respeitá-las em sua diferença? Será verdade que uma pessoa com deficiência é impotente, incapaz e um peso? Será que toda limitação é deficiência ou pura taxação preconceituosa? Quem pode medir os outros com a medida da perfeição se todos somos imperfeitos?

O fato é que somos fruto de uma sociedade hipócrita, de uma cultura cínica, de uma religiosidade fingida, de uma economia burra, de uma cretina e de um humanismo medíocre.

O que somos nós pelo que damos ao mundo? Nada! O mundo somente nos usa! Somos meros instrumentos na fria relação de máquinas. Infelizmente somos avaliados mal. Valemos pelo que temos, pelo que ganhamos, pelo status, pelo poder, pela roupa, pelo carro, pela casa… tudo superficialidade!

É verdade que somos imperfeitos. Mas essa constatação não nos nega e nem dá direito a que ninguém nos negue!

Em cada um de nós Deus colocou um sopro de vida; o seu ser! Somos humanos com uma centelha divina! De tal forma que, o melhor do ser humano é a sua humanidade! E, mesmo que por nossa contingência humana carreguemos marcas de fragilidade, de debilidade e de deficiência somos os mais perfeitos dos seres vivos porque temos em nós a centelha divina. “Todavia, esse tesouro nós o levamos em vasos de barro (2Cor 4,7).

No fundo, precisamos reconhecer a grandeza de cada um pelo que ele é! Que nada atrapalhe esta revolucionária visão, nem mesmo os nossos próprios olhos porque, “só se vê bem com o coração; o essencial é invisível aos olhos”.

Não despreze a ninguém por sua fraqueza ou deficiência porque você, também, é muito limitado. Olhe no espelho e veja quem realmente você é: carente, necessitado, dependente, fraco… um grão de areia num oceano de necessidades.

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

QUARESMA: OS TEMPOS MUDARAM!

  O que será que sobrou das nossas quartas-feiras de cinzas: Lembranças?  Saudades? Tradição? Medo? Dúvida? Apreensão? Será que toda essa história de quarta-feira de

LEIA MAIS

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts