FIQUEM VIGIANDO!

Compartilhe:

 

Você já reparou que a falta de atenção é uma constante entre nós e que, geralmente, redunda em problemas de graves conseqüências? Sofremos de falta de atenção e cuidado. A falta de atenção persiste, não como um problema isolado. De um modo geral, as pessoas são desatentas. Nós somos desatentos! Por isso, nós, e um número incalculável de pessoas, padecemos pela desatenção e descuido.

Falando de coisa miúda: é grave e perigoso uma casca de banana no chão; o lixo no esgoto; uma agulha jogada; uma garrafa em cacos; um endereço errado; uma informação incompleta; um número trocado; um aviso mal dado; uma notícia omitida; uma porta aberta; uma torneira ligada; uma vazamento não resolvido… E as coisas graúdas? Falando em coisas graúdas: como é terrível uma chave perdida; um conta não paga; um telefonema não feito; uma vistoria na realizada; um carro desengatado; um fio elétrico desencapado; uma escada mal pavimentada; um buraco não sinalizado; um diálogo não praticado; um perdão não considerado…

É preciso transformar a atenção e o cuidado em atitude de vigilância permanente porque isso é justo, bom e responsável. Mas, ao invés de atenção e cuidado que significam responsabilidade, o que vai se desenvolvendo, nas pessoas, é um obsessivo e doentio comportamento que, significa apego a detalhes e minúcias e se tornam picuinhas.

Tudo tem importância e conseqüência, em nossa vida. Portanto, importância e conseqüência precisam ser consideradas como coisa grave, para não nos tornarmos vítimas de nós mesmos e nem vitimarmos a ninguém. Bastam as surpresas da vida que chegam de improviso e que, nem sempre, a gente consegue lidar e enfrentar.

A fé nos chama a uma mudança de visão e comportamento que configura uma nova atitude diante da vida: a vigilância permanente.

Todo o universo, com todas as coisas criadas por Deus, sobrevive dentro de uma estreita conexão e intercomunicação. Tudo está interligado não apenas materialmente, mas, ontologicamente. Quer dizer, a ligação entre todas as coisas criadas (animal, mineral, vegetal) e as realidades que as compõem constituem um macro-ecossistema onde tudo depende de tudo para a circulação da vida. Ora, até mesmo os fatos, as situações, os acontecimentos, as ações, os comportamentos… tudo isso forma um círculo-vital, um uma coisa só mostra o seu sentido se posta ao lado da outra.

O fato é que, se não consideramos o movimento da vida para além dos detalhes-minúcias-picuinhas, de uma mente e de um coração obsessivo e doentio, a gente não entende, nem a criação de Deus e nem tão pouco a sua ação permanente, por meio de suas obras.

A fé pede vigilância permanente porque, a Obra de Deus, no mundo, não pára. É no movimento da vida que Deus continua agindo sobre o seu povo, dispensando e concedendo, abundantemente, graças, misericórdia… e salvação. Atenção e cuidado são, definitivamente, um ato de fé incondicional (vigilância) que, nos põe dentro do movimento da vida e, ao mesmo tempo, nos mantém em conexão com Deus, por sua obra salvadora.

Deus não está longe de nós, nem tão pouco a salvação que ele nos propõe. Nós é que estamos distantes de Deus e da salvação porque vivemos desligados, desatentos e descuidados da vida e do seu movimento integrador das realidades do universo.

A Sagrada Escritura nos ajuda a pensar tudo isso nos propondo o seguinte:

Rm 13,11-14. “(…) já é hora de vocês acordarem: a nossa salvação está agora mais próxima do que quando começamos a acreditar

Mt 24,37-44. “A vinda do Filho do Homem será como no tempo de Noé. Porque, nos dias antes do dilúvio todos comiam e bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca.  E eles nada perceberam, até que veio o dilúvio, e arrastou a todos. Assim acontecerá também na vinda do Filho do Homem. Portanto, fiquem vigiando! Porque vocês não sabem em que dia virá o Senhor de vocês.”

Fiquemos vigiando, não por causa do amanhã, mas por causa de hoje; não por causa do diabo, mas por causa de Deus; não por causa do inferno, mas por causa do céu; não por causa da morte, mas, por causa da vida!

Fiquemos vigiando!

 

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

A AMIZADE DE DEUS

  Nosso Senhor, o Verbo de Deus, que primeiro atraiu os homens para serem servos de Deus, libertou em seguida os que lhe estavam submissos,

LEIA MAIS

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts