EU DOU A VOCÊS UM MANDAMENTO NOVO!

Compartilhe:

 

Todo mundo gosta do novo; quer o novo e o procura insistentemente!

O novo tem, em si, a capacidade de renovar a esperança, a força, o entusiasmo, a vontade, o desejo, o querer, a visão, a energia, o pensamento, a mentalidade. Em todos os tempos e, quem sabe, muito mais no nosso, o novo, de tão perseguido fica banalizado. Assim, o novo que é fonte inesgotável de renovação, acaba sendo esvaziado pela busca obcecada da novidade. Que o diga a moda; que o dia o consumismo; que o diga o materialismo.

A fonte do novo nunca secou. Antes, continua transbordante e eficaz, mexendo com os corações e com a alma de quem não se contenta com qualquer coisa.

O novo precisa de tempo para gerar frutos; para renovar! A novidade não: chega seca e sai ressecando; esvazia e empobrece. É por isso que, muita gente vive como se não estivesse vivendo; trabalha como se não estivesse trabalho; veste como se não tivesse vestida; tem família como se não tivesse; tem fé como se não tivesse… nunca está satisfeita. Aliás, sua insatisfação é crônica.

O que vamos fazer, engrossar a fileira dos insatisfeitos, correndo atrás de novidade, sempre? Eu entendo que, para nossa saúde mental, espiritual, psicológica e humana precisamos nos relançar na busca do novo, com diz Jesus, na Sagrada Escritura: “Eu dou a vocês um mandamento novo: amem-se uns aos outros. Assim como eu amei vocês, vocês devem se amar uns aos outros” (Jo 13,34) e, ainda, “Caríssimos, não lhes comunico um mandamento novo, mas o mandamento antigo, esse mesmo que vocês receberam desde o princípio. O mandamento antigo é a palavra que vocês ouviram” (1Jo 2,7).

A grande revolução do Evangelho para a fé é o mandamento do amor.

Mas, o que é novo no amor se já é uma pregação e um valor tão antigo?

O novo do amor é a sua expressão de cruz: sacrifício, entrega, doação, oferta, renúncia, obediência, fidelidade… O amor vivido ao modo da cruz é o fundamento-fonte do crescimento e do amadurecimento cristão autêntico.

O novo do mandamento do amor é a sua conseqüência: o extremo da morte. Esta é a sua grande exigência: dar-se.

Como eu amei vocês. “O meu mandamento é este: amem-se uns aos outros, assim como eu amei vocês. Não existe amor maior do que dar a vida pelos amigos. Vocês são meus amigos, se fizerem o que eu estou mandando. Não foram vocês que me escolheram, mas fui eu que escolhi vocês. Eu os destinei para ir e dar fruto, e para que o fruto de vocês permaneça. O Pai dará a vocês qualquer coisa que vocês pedirem em meu nome. O que eu mando é isto: amem-se uns aos outros” (Jo 15,12-14.16-17).

Como viver este amor? “Tenham em vocês os mesmos sentimentos que havia em Jesus Cristo: Ele tinha a condição divina, mas não se apegou a sua igualdade com Deus. Pelo contrário, esvaziou-se a si mesmo, assumindo a condição de servo e tornando-se semelhante aos homens. Assim, apresentando-se como simples homem,   8 humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz!( Fl 2,5-11)

Vocês devem amar uns aos outros.  “Que o amor de vocês seja sem hipocrisia: detestem o mal e apeguem-se ao bem; no amor fraterno, sejam carinhosos uns com os outros, rivalizando na mútua estima. Quanto ao zelo, não sejam preguiçosos; sejam fervorosos de espírito, servindo ao Senhor. Sejam alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração. Sejam solidários com os cristãos em suas necessidades e se aperfeiçoem na prática da hospitalidade” (Rm 12,9-21).

O amor tudo revela “Nessa hora, Jesus se alegrou no Espírito Santo, e disse: ‘Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste essas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. Meu Pai entregou tudo a mim. Ninguém conhece quem é o Filho, a não ser o Pai, e ninguém conhece quem é o Pai, a não ser o Filho e aquele a quem o Filho quiser revelar’” (Lc 10,21-24).

O novo do amor nunca caduca e nunca envelhece porque exige sempre. Vale a pena desafiar-se pelo novo do mandamento do amor.

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

A AMIZADE DE DEUS

  Nosso Senhor, o Verbo de Deus, que primeiro atraiu os homens para serem servos de Deus, libertou em seguida os que lhe estavam submissos,

LEIA MAIS

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts