Dom Edilson Nobre crisma jovens e adultos na Paróquia da Sagrada Familia

Compartilhe:

Aconteceu na tarde deste sábado, dia 15 de setembro, o sacramento da Crisma na Paróquia da Sagrada Família, a celebração foi presidida pelo Bispo Dom Edilson Nobre e concelebrada pelo Padre João de Deus, Padre Luzeilson, Seminárista Lael Rubem.

140 jovens receberam o sacramento da confirmação da Crisma. Para Dom Edilson, este momento simboliza “os votos de perseverança no exercício da missão, recebe, por este sinal, o Espírito Santo, dom de Deus”

A Crisma ou Confirmação, segundo a doutrina da Igreja Católica, é um sacramento da Igreja Católica em que o fiel recebe, através da ação do bispo, uma unção com o Crisma (óleo de oliveira). É uma confirmação do Batismo.

A Confirmação é o sacramento que completa o batismo e pelo qual recebemos o dom do Espírito Santo. Quem se decide livremente por uma vida como filho de Deus e pede o Paráclito, sob o sinal da imposição das mãos e da unção do óleo do Crisma, obtém a força para testemunhar o amor e o poder do Senhor com palavras e atos. Essa pessoa agora é membro legítimo e responsável da Igreja Católica.

O Catecismo da Igreja Católica ensina que a Crisma, pertence, juntamente com o batismo e a Eucaristia, aos três sacramentos da iniciação cristã da Igreja Católica. Nesse sacramento, tal como ocorreu no Pentecostes, o Paráclito desceu sobre a comunidade dos discípulos, então reunida. Assim como neles, o Espírito Santo também desce em cada batizado que pede à Igreja esse dom [Espírito Santo]. Dessa forma, o sacramento encoraja o fiel e o fortalece para uma vida de testemunho de amor a Cristo.

Neste mesmo dia, a igreja celebra a memoria de uma grande santa na história da igreja católica, Nossa Senhora Das Dores. Celebramos sua compaixão, piedade; suas sete dores cujo ponto mais alto se deu no momento da crucificação de Jesus. Esta devoção deve-se muito à missão dos Servitas – religiosos da Companhia de Maria Dolorosa – e sua entrada na Liturgia aconteceu pelo Papa Bento XIII.

A devoção a Nossa Senhora das Dores possui fundamentos bíblicos, pois é na Palavra de Deus que encontramos as sete dores de Maria: o velho Simeão, que profetiza a lança que transpassaria (de dor) o seu Coração Imaculado; a fuga para o Egito; a perda do Menino Jesus; a Paixão do Senhor; crucificação , morte e sepultura de Jesus Cristo.

 

Por: Camilla Marques

Fotos: Kaio Barros

Fonte: http://www.cristoreifm.com/

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts