Diocese de Oeiras promove 4º Encontro Diocesano dos Coroinhas

Compartilhe:

Com o objetivo de promover a nível diocesano a unidade da igreja na celebração dos sacramentos, visando uma igreja sinodal, vocacional, litúrgica, livres do preconceito a serviço do reino de Deus iniciado por Jesus e continuado pelo Espírito Santo e pela igreja, realizou-se no domingo, 02/06/2024, no Centro Diocesano de Pastoral, em Oeiras Piauí, o 4ª Encontro Diocesano de Coroinhas.

Com a presença de mais de 400 coroinhas da Diocese de Oeiras, o encontro teve início com a acolhida e o café da manhã ofertados pela Paróquia Nossa Senhora da Vitória, seguidos da Santa Missa presidida por Dom Edilson e concelebrada por representação do Clero diocesano que acompanhavam suas caravanas. Após a Missa todos seguiram em procissão solene com a imagem de São Tarciso até o centro diocesano de Pastoral.

A primeira palestra com o tema: “O que é o autismo – Como o Coroinha pode ser amigo do portador de TDAH”. “O que é TDAH – Como o coroinha pode ser amigo do autista”, foi ministrada pelo professor Nonato Marques. A segunda palestra: “Orientações para o uso litúrgico do novo Missal Romano (3ª Edição), foi ministrada pelo Diácono Odair Bezerra. O encontro seguiu-se com a Gincana litúrgica, envio missionário e o almoço.

Este ano de 2024, motivados pelo tema central da CF – 2024 a proposta foi uma reflexão e alargamento deste tema, sobre como o coroinha pode ser testemunha do Cristo Ressuscitado no lugar onde vive, na família e na escola, como pessoa humana e como cristão. A reflexão proposta foram dois temas atuais e desafiadores na sociedade atual: TDAH e AUTISMO. São dois transtornos neurais que podem ser brevemente estudados com a ajuda de pedagogos e psicopedagogos colaboradores de nossa diocese. Esses transtornos não são problemas, são simplesmente transtornos, seus portadores precisam ser aceitos e compreendidos pelas famílias, pela sociedade e pela escola. O mau entendimento destes transtornos pode excluir os portadores do convívio social. Nossos coroinhas, estando a grande maioria em sala de aula, serão fermento na massa, sal do mundo e uma chama de luz, testemunhas de verdadeira amizade compreendendo, aceitando e respeitando os portadores do TDAH e do autismo. Formar pessoas humanas, verdadeiras cidadãs, livres do preconceito também é objetivo do grupo de coroinhas.

Recentemente a igreja no Brasil aprovou a nova edição do missal romano e se fez mister um estudo simplificado das novas rubricas. O coroinha deve ser alguém na liturgia habilitado a manusear a manejar este livro sagrado. Contudo, é sabido pela diocese e paróquias que durante meio dia de encontro e palestras não é tempo suficiente para o estudo completo. O encontro diocesano de coroinhas deseja motivar todos os grupos de coroinhas e acólitos a promoverem em suas localidades um estudo acurado do novo Missal Romano.

Fotos: Nonato Marques

Posts Relacionados

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts

PALAVRA TEM PODER!

  Nossas relações interpessoais são formadas e estabelecidas por muitas e fortes mediações. Uma dessas mediações é a Palavra. Sem a palavra a vida seria