Diocese de Oeiras ordena o primeiro Diácono Permanente

Compartilhe:

O Conselho de Consultores Diocesano, reunidos no dia 16/03, acolheu o pedido do sr. Gutemberg Cavalcante Rocha para ser ordenado Diácono Permanente para Igreja particular de Oeiras.  A Celebração Eucarística de Ordenação do primeiro Diácono Permanente da Diocese de Oeiras, será na Igreja Catedral de Nossa Senhora da Vitória, às 19h do dia 08 de julho do ano em curso.

      O sr. Gutemberg Cavalcante Rocha, é oeirense, casou-se em 04/05/1980, com a sra. Gardênia Maria Gomes Amorim Cavalcante Rocha, tem dois filhos e um neto. Cursou teologia, na Escola Diaconal São Francisco de Assis, em Teresina – Piauí, filho de Edith Cavalcante Rocha e de Oswaldo Nascimento Rocha, residente em Oeiras – Piauí. Foi admitido às ordens sacras no dia 29/10/2021; instituído no Ministério de Leitor em 08/12/2021 e no ministério de acólito no dia 13/02/2022.

Os diáconos permanentes são pais de família, com vida matrimonial estável, com mais de 35 anos. Devem ser participantes assíduos da comunidade. Só podem ser admitidos candidatos que participem ativamente da comunidade, com uma boa caminhada formativa e espiritual e que sejam aceitos pelos irmãos da comunidade. Sua esposa deve concordar e participar ativamente. Desde há mais de cinquenta anos já temos este ministério na Igreja, que ainda não tinha sido suficientemente esclarecida sua importante missão. Também são ordenados diáconos transitórios aqueles seminaristas que depois irão receber o sacramento da ordem, como presbíteros. Seu fundamento está em Cristo, que veio não para ser servido, mas para servir e dar sua vida em resgate de muitos (Mt 20,28), testemunhou e ensinou que aquele que quiser ser o maior, seja o servo de todos (Mc 10,42-44). Mas, do mesmo modo, na Igreja, toda ministerial, temos a presença da diaconia, como um dos ministérios ordenados. O Sacramento da Ordem tem três graus: o episcopado, o padre e o diácono. No sentido cristão, a hierarquia é um serviço prestado à comunidade (Rm 13,4) e, como tal, foi instituído por Cristo, a fim de prolongar sua missão redentora no mundo até que Ele venha (cf. LG 18). De fato, “no grau inferior da hierarquia encontram-se os diáconos. São-lhe impostas as mãos não para o sacerdócio, mas para o serviço” (LG 41). ( Fonte https://www.cnbb.org.br/diaconado-permanente/)

 

 

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts