DEUS NOS CONSTITUIU SEU POVO!

Compartilhe:

 

Nós não somos marcados, apenas, com a existência. Em nós há um algo mais; algo maior! Não apenas existimos! Esta condição, de apenas existir, é dos animais, dos vegetais e minerais. Para estes, a vida acontece num ciclo limitado entre o nascimento e a morte. Nada mais!

Em nós, porém, pulsa um sentido de vida que ultrapassa o nascimento e a morte. Em nós pulsa Cristo; pulsa a imortalidade; pulsa a vida eterna. Por isso, podemos assumir como nossas as palavras de São Paulo aos Efésios: “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo: Ele nos abençoou com toda bênção espiritual, no céu, em Cristo. Ele nos escolheu em Cristo antes de criar o mundo… (cf Ef 3,1-14).

Somos povo de Deus, eis a nossa vocação! Esta é a nossa marca! Marca visível somente pela fé: “Vocês, porém, são raça eleita, sacerdócio régio, nação santa, povo adquirido por Deus, para proclamar as obras maravilhosas daquele que chamou vocês das trevas para a sua luz maravilhosa. Vocês que antes não eram povo, agora são povo de Deus; vocês que não tinham alcançado misericórdia, mas agora alcançaram misericórdia” (1Pd 2,9-10).

Somos Povo de Deus e, é como povo de Deus que devemos viver. É nessa direção que somos chamados a realizar nossa vida cristã, cada dia amadurecendo nos seguintes aspectos:

  1. Em Cristo somos pedras vivas da Igreja. “Aproximem-se do Senhor, a pedra viva rejeitada pelos homens, mas escolhida e preciosa aos olhos de Deus. Do mesmo modo, vocês também, como pedras vivas, vão entrando na construção do templo espiritual” (cf. 1Pd 2,4-10)
  2. O testemunho é a nossa única defesa. “Amados, vocês são peregrinos e forasteiros. Por isso, recomendo que fiquem longe dos desejos baixos que provocam guerra contra vocês. Comportem-se de modo exemplar entre os pagãos, a fim de que eles, mesmo falando mal de vocês como se fossem malfeitores, ao verem as boas obras que vocês fazem, glorifiquem a Deus no dia do julgamento” (cf. 1Pd 2,11-12.15-25).
  3. A família que Deus quer tem por base um casal de fé. “…mulheres, submetam-se aos seus maridos. Assim, se alguns são rebeldes à Palavra, a conduta de suas mulheres poderá ganhá-los sem palavras, ao notarem o recato cuidadoso da conduta de vocês (…). Do mesmo modo, vocês, maridos, sejam compreensivos na vida conjugal, mostrando consideração para com as esposas, por serem de constituição mais delicada e também por serem herdeiras como vocês do dom da vida” (cf. 1Pd 3,1-7).
  4. Esteja sempre pronto a dar a razão de sua esperança. “Se sofrem por causa da justiça, felizes de vocês! Não tenham medo deles, nem fiquem assustados. Ao contrário, reconheçam de coração o Cristo como Senhor, estando sempre prontos a dar a razão de sua esperança a todo aquele que a pede a vocês” (cf. 1Pd 3,13-17).
  5. Pelo Batismo fomos salvos. “Cristo morreu uma vez por todas pelos pecados, o justo pelos injustos, a fim de os conduzir a Deus. Ele proclamou a vitória, inclusive para os espíritos aprisionados; falo das pessoas que foram rebeldes outrora, nos tempos de Noé (…). Aquela água representava o batismo que agora salva vocês; não se trata de limpeza da sujeira corporal, mas do compromisso solene de uma boa consciência diante de Deus, mediante a ressurreição de Jesus Cristo” (cf. 1Pd 3,18-22).

A fé não é o esconderijo do Povo de Deus, mas seu ponto de expansão. Uma vez povo de Deus, formamos uma nação sem fronteiras. Não existe mais, nem fronteira geográfica, nem cultural, nem econômica, nem política e nem religiosa. Deus nos constituiu o seu povo!

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts