Deus é misericórdia e nos prepara para este serviço!

Compartilhe:

O tempo da misericórdia chegou!
Chegou como um sopro revitalizador; como um novo alento; como fonte de agua limpa; como bálsamo; como graça; como luz; como como ponte…
A misericórdia não é um outro nome do perdão, embora ela o contenha. No campo das relações humanas e de fé, o perdão é o ato e a misericórdia a atitude. Como atitude, a misericórdia é, sempre, o pressuposto de todos os atos bem resolvidos. Sem uma atitude de misericórdia nada é bem sucedido: nem o perdão, nem a reconciliação, nem o amor, nem o convívio… nada na vida.
A misericórdia é uma atitude de quem tem amor, mesmo quando o amor não foi amado, querido, correspondido ou guardado, como a pérola produzida no interior de uma ostra.
O grão de areia, ao adentrar na ostra fere o seu interior, causando danos à estrutura interna da concha. Mas mesmo assim, a ostra necessita fazer esse movimento de abrir-se para captar nutrientes repetidas vezes, pois do contrário ela desfalece e morre. A ostra prefere viver e sofrer do que morrer. Acontece que, na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada Nácar. Quando um grão de areia a penetra, as células do Nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra. Uma Ostra que não foi ferida de algum modo, não produz pérolas, pois as pérolas são feridas cicatrizadas.
A misericórdia abre seus braços para encher de calor o corpo e o espírito daquele que se encontra abatido ou prostrado no chão. A misericórdia abre os caminhos do encontro e fecha as portas dos muitos desencontros; vigia a língua e prepara a palavra; cala o maldizente e dá voz ao grato; guarda o silêncio e motiva o interior, faz a escalada ao amor e veda o abismo do ódio; mostra a profundidade do ser humano e a grandeza de Deus. A misericórdia lança seus raios e toca todas as realidades humanas e do universo.
Deus é misericórdia e nos convida a entrar em seu domínio.
1. “A misericórdia do homem é para o seu próximo, porém a misericórdia do Senhor é para todos os seres vivos” (Eclo 18,12).
2. “É por isso que o Senhor tem paciência com os homens, e derrama sobre eles a sua misericórdia” (Eclo 18,10).
3. “Felizes os que são misericordiosos, porque encontrarão misericórdia” (Mt 5,7).
4. “Nós consideramos felizes os que foram perseverantes. Vocês ouviram falar da constância de Jó e conhecem o fim que o Senhor reservou para ele, porque o Senhor é rico em compaixão e misericórdia” (Tg 5,11)
5. “Falem e ajam como pessoas que vão ser julgadas pela lei da liberdade, porque o julgamento será sem misericórdia para quem não tiver agido com misericórdia. Os misericordiosos não têm motivo de temer o julgamento” (Tg 2,11-13).
6. “Portanto, aproximemo-nos do trono da graça com plena confiança, a fim de alcançarmos misericórdia, encontrarmos graça e sermos ajudados no momento oportuno” (Hb 4,16).
7. “Mantenham-se no amor de Deus, esperando que a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo lhes dê a vida eterna” (Jd 1,21).
A quem Deus revelou a sua misericórdia, também entregou o seu serviço.
“Meu filho, se você se apresenta para servir ao Senhor, prepare-se para a provação. Tenha coração reto, seja constante e não se desvie no tempo da adversidade. Una-se ao Senhor e não se separe, para que você no último dia seja exaltado. Aceite tudo o que lhe acontecer, e seja paciente nas situações dolorosas, porque o ouro é provado no fogo e as pessoas escolhidas, no forno da humilhação. Confie no Senhor, e ele o ajudará; seja reto o seu caminho, e espere no Senhor. Vocês que temem ao Senhor, confiem na misericórdia dele, e não se desviem, para não caírem. Vocês que temem ao Senhor, confiem nele, que não lhes negará a recompensa de vocês. Vocês que temem ao Senhor, esperem dele os benefícios, a felicidade eterna e a misericórdia Os que temem ao Senhor preparam seus corações, e diante dele se humilham. Cada um de nós se coloque nas mãos do Senhor, e não nas mãos dos homens, pois a misericórdia dele é como a sua grandeza” (Eclesiástico 2,1-9.17-18).

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts