Celebrações religiosas marcam a Quinta Feira Santa

Compartilhe:

Centenas de fieis participam da Missa da Ceia do Senhor na Igreja Catedral de Nossa Senhora da Vitória, na tarde dessa Quinta Feira Santa(17). Nessa celebração dom Juarez Sousa, bispo diocesano procedeu a cerimônia do Lava-pés, momento em que lavou os pés de 12 homens da comunidade, representando de forma simbólica os 12 discípulos de Jesus, repetindo o gesto de humildade de Cristo. Ainda nessa celebração litúrgica o bispo diocesano fez memória da instituição da Eucaristia, atualizando o memorial da Paixão e morte do Senhor. Logo após a missa, aconteceu a transladação do Santíssimo Sacramento da Capela-mor até a Capela do Santíssimo, ficando em adoração até meia noite. E ás 21h o centro histórico foi cenário para a procissão do Fogaréu.

Grupos de oração, escolas, pastorais, movimentos e populares prestaram seu momento de adoração ao Santíssimo Sacramento, dentro da Catedral de Nossa Senhora da Vitória, revezando de hora em hora, com cânticos sacros, louvor e recitação do Santo Terço até a meia noite. Os altares foram desnudados como sinal de respeito e humildade.

LAVA PES (7)_800x600

Às 21h o Centro Histórico foi tomado por fieis que participaram da tradicional procissão do Fogaréu. Uma manifestação da religiosidade popular que acontece há quase duzentos anos em Oeiras e é reservada aos homens, que carregando lamparinas rústicas movidas a querosene, simbolizam os soldados romanos que foram ao encontro de Cristo para prendê-lo. Dentro dessa mística, os romeiros estão em busca de Jesus para guarda-lo em seus corações. Mais de dez mil romeiros acompanharam a procissão do Fogaréu.

A Quinta feira Santa retrata ainda a agonia de Jesus no jardim situado no sopé do Monte das Oliveiras, em Jerusalém (atual Israel), onde acredita-se que Jesus e seus discípulos tenham orado na noite anterior à sua crucificação. De acordo com o Evangelho segundo Lucas, a angústia de Jesus no Getsêmani foi tão profunda que “seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão.”

LAVA PES (31)_800x600

O Sermão do Fogaréu foi proferido por dom Plínio José, bispo da diocese de Picos que enfatizou em sua fala o ‘Ano da Família’ na diocese de Oeiras, chamando atenção para o papel do homem na Igreja e dentro dos lares, que a exemplo de São José sejam modelos de pai. “É muito bonito presenciar vários pais acompanhado de seus filhos no decorrer da procissão, uma verdadeira catequese”, disse dom Plínio.

Encerrando a procissão os romeiros entraram na Igreja Catedral para um momento de Adoração ao Santíssimo Sacramento, agradecendo as graças e bênçãos recebidas.

LAVA PES (35)_800x600

 

 

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts