ANSEIO POR UM MUNDO NOVO

Compartilhe:

 

 

Cada novo ano que chega todos se desejam “feliz ano novo” como um refrão que ecoa insistente, em todos os ouvidos e em todos os cantos. É bom ouvir e falar essas palavras. Soam como palavras mágicas, carregadas do poder de fazer sonhar, querer, avançar, lutar, trabalhar, realizar.

Até que ponto e até quando a convocação do “feliz ano novo” perdura nas pessoas? Até uma semana após serem ditas? Até o primeiro enfrentamento com as dificuldades? Até a primeira decepção pessoal? Até a primeira dor? Até a morte de alguém querido? Até quando?

As palavras têm poder de convocação mas, sem convicção de fé e de amor, essa convocação não resiste ao menor confronto ou choque de realidade. Por incrível que pareça, nesse exato momento, pelo mundo afora, milhares de pessoas estão desistindo de seus planos, sonhos, lutas, trabalho… porque, de alguma forma, ficaram estremecidos por alguma situação adversa.

Convicção de fé e de amor são, juntas, um poderoso instrumento de equilíbrio e redenção porque, todos nós, sem exceção, somos alvejados, diuturnamente, por inibidores de confiança, desintegradores de esperança, deformadores de valores, desmobilizadores de sonhos, fragmentadores de projetos, desincentivadores da caridade, banalizadores da verdade, e deformadores da humanidade. Sem contar outras milhares formas de destruição e aniquilamento.

Se a nossa esperança por um mundo novo não for pela fé e pelo amor, nada e ninguém consegue subsistir

Escrevendo aos Romanos, com uma visão proativa, São Paulo parece dirigir-se a nós, convocando-nos a uma reação de mudança de postura, pela fé recebida…

Sentido da vida apesar do sofrimento

“Penso que os sofrimentos do momento presente não se comparam com a glória futura que deverá ser revelada em nós” (Rm 8,18).

O Projeto de Deus!

“Sabemos que todas as coisas concorrem para o bem dos que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o projeto dele. Aqueles que Deus antecipadamente conheceu, também os predestinou a serem conformes à imagem do seu Filho, para que este seja o primogênito entre muitos irmãos. E aqueles que Deus predestinou, também os chamou. E aos que chamou, também os tornou justos. E aos que tornou justos, também os glorificou” (Rm 8,28-30)

O Projeto de Deus nos arrebata do mal do mundo

“O que nos resta dizer? Se Deus está a nosso favor, quem estará contra nós? Ele não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós. Como não nos dará também todas as coisas junto com o seu Filho?” (Rm 8,31-32)

 

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

PALAVRA TEM PODER!

  Nossas relações interpessoais são formadas e estabelecidas por muitas e fortes mediações. Uma dessas mediações é a Palavra. Sem a palavra a vida seria

LEIA MAIS

DEUS É MISSÃO!

Deus não cessa de comunicar o seu amor e de revelar-se, por inteiro, sem reservas. Sua pedagogia é a da aproximação e da presença. Ele

LEIA MAIS

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts