Agora e na hora de nossa morte!

Compartilhe:

As palavras que formam o título deste artigo são tiradas da oração da Ave Maria: “Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.” Tais palavras nos levam a pensar sobre o significado da vida e da morte e a meditar sobre o seu sentido numa existência que se configura num tempo e num espaço bem preciso e definido, embora não totalmente controlado por nós.

Nós nascemos, crescemos, sofremos, envelhecemos e morremos. É assim o ritmo da vida, mas não pode ser pensado e nem compreendido matematicamente, como dois mais dois são quatro porque, a vida não é a combinação lógica de fatos, acontecimentos, datas e ritmos. Pelo contrário. A vida contradiz a lógica.

A vida é mistério e, por causa disso, faz desabrochar, todos os dias, sentidos novos para a nossa existência. De tal forma isso acontece que, vamos ampliando o raio de percepção das coisas, dos acontecimentos, das pessoas, do divino e de nós mesmo. Por isso dizemos que, a vida tem um dinamismo que não permite enquadramentos extáticos como da compreensão lógico-matemática.

Com Maria, mãe de Jesus, toda a humanidade fica grávida da divindade e, pelo mesmo Espírito Santo, enquanto gesta Deus dentro de si, faz a experiência do amor que se comunica, como vida plena, a partir das entranhas; do mais profundo de si mesma. Esta gravidez projeta-se, não só para o nascimento de um novo filho, mas também, o nascimento de uma nova mãe. Junto com o filho, nasce uma mãe. Esta é a expressão mais linda de uma gestação: enquanto é gerado, o filho vai permitindo que a mãe seja gerada com transformações múltiplas no corpo, na mente, na alma e no coração. Assim acontece conosco, na fé. Pelo Espírito Santo, na pia batismal, fomos gestados e gestamos Deus. A vida e a morte ganharam nova dimensão, sentido e profundidade, como diz São Paulo aos Romanos.

“Ou vocês não sabem que todos nós, que fomos batizados em Jesus Cristo, fomos batizados na sua morte? Pelo batismo fomos sepultados com ele na morte, para que, assim como Cristo foi ressuscitado dos mortos por meio da glória do Pai, assim também nós possamos caminhar numa vida nova. Se permanecermos completamente unidos a Cristo com morte semelhante à dele, também permaneceremos com ressurreição semelhante à dele. Sabemos muito bem que o nosso homem velho foi crucificado com Cristo, para que o corpo de pecado fosse destruído e assim não sejamos mais escravos do pecado. De fato, quem está morto, está livre do pecado. Mas, se estamos mortos com Cristo, acreditamos que também viveremos com ele, pois sabemos que Cristo, ressuscitado dos mortos, não morre mais; a morte já não tem poder sobre ele. Porque morrendo, Cristo morreu de uma vez por todas para o pecado; vivendo, ele vive para Deus. Assim também vocês considerem-se mortos para o pecado e vivos para Deus, em Jesus Cristo” (Rm 6,3-11).

A intuição da Igreja, na oração da Ave Maria: “Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte” traduz, não somente, o pedido de intercessão à Mãe-Maria, mas expressa a esperança de todo batizado que, também, gestou Deus e foi por ele foi gestado no mistério da paixão, morte e ressurreição. Nesse sentido, não precisamos considerar a morte (nossa e de quem quer que seja) como algo terrível. Desde que Jesus ressuscitou, a morte foi desdramatizada e se transformou em ante-sala da vida.

João Paulo II, em seus escritos afirmava: “Basta olhar a variação da paisagem no decorrer do ano, nas montanhas, nas planícies… Há uma íntima semelhança entre o biorritmo do homem e os ciclos da natureza da qual ele faz parte. É verdade, pois a vida que nasce, a vida que cresce e a vida que chega ao seu ocaso constituem três momentos do mistério da existência, da vida humana que provém de Deus; é um dom, sua imagem, sua marca, participação do seu sopro vital”.

Vivamos felizes e em paz numa vida cheia de Deus!

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts