ADMIRÁVEL SINAL, A MONTAGEM DO PRESÉPIO FORTALECE UMA TRADIÇÃO DE FÉ ENTRE GERAÇÕES

Compartilhe:

Com o início do tempo litúrgico do Advento, a preparação para o Natal toma de conta das igrejas e também das casas. A montagem do presépio ganha destaque nessa ambientação na espera pela celebração do nascimento de Jesus. No último domingo, 4 de dezembro, o arcebispo de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, abençoou o presépio da Catedral Cristo Rei.

“Abençoar esse Presépio é reafirmar uma tradição antiga da nossa Igreja, inspirada em São Francisco de Assis, para nos lembrar que caminhamos em um mundo em meio a muitas lutas, mas não estamos sozinhos. Portanto, o Presépio em cada igreja, em cada casa e nas ruas é exatamente a lembrança que só existe um único Senhor e Salvador, Cristo Jesus”, sublinhou dom Walmor.

O Presépio da Catedral Cristo Rei foi apresentado pela primeira vez aos fiéis e peregrinos e está aberto à visitação. As cenas que retratam o nascimento de Jesus, foram criadas em um momento muito especial, de união e fraternidade entre dois artesãos, filha e pai, artista plástica Sônia Toledo, 72 anos, e seu pai, o médico Jair Ferreira Toledo, de 103 anos.

Eles foram os criadores da obra deste presépio que também presta uma homenagem aos idosos. Moldado no barro, as figuras humanas e os animais foram feitos durante a pandemia da Covid-19, um trabalho dedicado que durou oito meses. O médico Jair Ferreira Toledo, aos 103, disse ter descoberto uma nova vocação ao criar o presépio.

Sônia (foto à esquerda) moldava as figuras humanas, expressando gestos e emoções, com capricho e ternura enquanto seu Jair Toledo foi responsável por moldar os animais. Ele deu vida aos bichinhos, representando-os em sua rotina com impressionante riqueza de detalhes.

Filha e pai trabalharam lado a lado, pacientemente, construindo cada integrante da cena. Jair Toledo moldou dezenas de animais. Sônia, além das figuras humanas, pintou a tela de fundo, com a estrela de Belém. Eles contaram com ajudantes e agora o presépio, pronto, aguarda a chegada do seu personagem mais importante: o Menino Jesus.

O médico e artesão, Jair Toledo (na foto à direita) não está mais entre nós. Foi chamado pelo Pai, aos 104 anos, em janeiro deste ano e deixou a linda memória do presépio feito com a filha. Ao finalizar o presépio, o artista Jair Toledo observou com simplicidade, sabedoria e gratidão:

“O criador foi muito gentil comigo, me permitiu chegar a esta idade trabalhando em algo tão prazeroso. Até os 86 anos eu ainda atuava como médico, fui obstetra e clínico, mas não fiz medicina para ganhar dinheiro, fiz para aliviar a vida do meu semelhante.”

Campanha “Minha Família Acolhe o Menino Jesus”

Crianças do Projeto Social Correndo Atrás de um Sonho montam o presépio. | Foto: Ascom CNBB.

Com o objetivo de fortalecer essa experiência em família, a Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio da Pastoral Familiar, promove a terceira edição da Campanha “Minha Família Acolhe o Menino Jesus”.

Desenvolvida desde 2020, ano que teve início a pandemia do novo coronavírus, a iniciativa visa motivar as famílias a celebrarem o sentido cristão do Natal em suas casas, como oportunidade de os pais passarem a fé aos filhos.

“Em 2020, estávamos ainda naquele ambiente de muitas dúvidas e de isolamento em nossas casas. O nosso intuito com a campanha Minha Família Acolhe o Menino Jesus foi estimular as famílias a não deixarem passar esse momento tão especial de catequese dentro da Igreja Doméstica”, explicou o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família, padre Crispim Guimarães.

 

O assessor da Comissão conta como as famílias podem participar: “Cada um deve preparar como pode o seu próprio presépio, de acordo com a cultura e com o que tiver disponível. O importante é repassarmos às crianças o verdadeiro sentido do Natal”, ressaltou. O resultado final deve ser compartilhado nas redes sociais por meio da hashtag #presepioemcasa, que serão publicados toda semana no Portal Vida e Família.

O bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão para a Vida e a Família da CNBB, dom Ricardo Hoepers, recordou o tema da Campanha para a Evangelização deste ano – “Evangelizar: graça e missão que se dá no encontro” – para motivar o envolvimento na campanha do presépio: “Vamos cultivar essa cultura do encontro, de reunir a família, reunir os amigos e, juntos, prepararmos um lindo presépio dentro da nossa casa”.

“Que neste Advento e neste Natal, o nosso presépio seja o nosso coração, e a nossa família o lar onde Jesus possa vir, entrar e reinar”, deseja dom Ricardo.

Pastoral Familiar

Os setores e as coordenações regionais da Pastoral Familiar serão responsáveis por mobilizar as bases nessa campanha, compartilhando experiências e reflexões a partir da liturgia do Advento e da montagem do presépio nas casas. Os agentes são convidados também a celebrar em família a Novena de Natal, a partir do roteiro proposto pela Edições CNBB.

Como surgiu?

O presépio teve origem em Gréccio, na Itália, em 1223, onde São Francisco de Assis se deparou com grutas que lhe faziam lembrar a paisagem de Belém. Foi lá que o Santo representou o nascimento do Salvador.

Na sua carta apostólica Admirabile Signum (Admirável Sinal) – sobre o significado e valor do presépio, o Papa Francisco o define “como um Evangelho vivo que transvaza das páginas da Sagrada Escritura”. No texto, o pontífice recorda que a tradição é aprendida pelas crianças, quando o pai e a mãe, juntamente com os avós, “transmitem este gracioso costume, que encerra uma rica espiritualidade popular”. O desejo do Papa Francisco é que “esta prática nunca desapareça; mais, espero que a mesma, onde porventura tenha caído em desuso, se possa redescobrir e revitalizar”.

Sinal admirável

A Edições CNBB, publicou a 2ª edição especial da Carta Apostólica do Papa Francisco “Admirabile Signum” sobre o significado e o valor do presépio.

“O Sinal Admirável do Presépio, muito amado pelo povo cristão, não deixa de suscitar admiração e encanto. Representar a natividade de Jesus equivale a anunciar, com simplicidade e alegria, o Ministério da encarnação do Filho de Deus”, diz o Papa em sua carta.

A publicação retoma a origem, os símbolos, os significados, os valores e as tradições presentes no presépio para a celebração do Natal. Trata-se de uma carta que, nas palavras do Santo Padre, “pode ajudar a se preparar para o Natal, pois representar o acontecimento da natividade de Jesus equivale a anunciar, com simplicidade e alegria, o Mistério da encarnação do Filho de Deus”.

Com a Carta, o Papa quer encorajar a tradição das famílias para que preparem o presépio nos dias que antecedem o Natal, como também o costume de montá-lo nos ambientes de trabalho, nas escolhas, nos hospitais, nos estabelecimentos prisionais e nas praças. “Um verdadeiro exercício de imaginação criativa, que ocorre aos mais variados materiais para produzir pequeninas obras-primas de beleza”, diz.

“Não é importante a exata forma como se monta o presépio, pode ser sempre igual ou pode mudar a cada ano. O que conta é que ele fale à nossa vida. Por todo o lado e na forma que for, o presépio narra o amor de Deus, o Deus que se fez menino para nos dizer quão próximo está de cada ser humano, independente de sua condição”, salientou o Papa Francisco.

A 2ª edição especial da Carta Apostólica do Papa Francisco “Admirabile Signum” sobre o significado e o valor do presépio está disponível para venda no site da Edições CNBB. Para adquiri-la acesse (aqui).

FONTE: https://www.cnbb.org.br/admiravel-sinal-a-montagem-do-presepio-fortalece-uma-tradicao-de-fe-entre-geracoes/

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts

Pe. Carlos Alberto Nascimento, SDB

  Congregação dos Salesianos de Dom Bosco (Sociedade de São Francisco de Sales) Data de Nascimento:07/08/1987 Data de Ordenação Sacerdotal: 08/12/2018       Endereço: