Vigília Pascal e Procissão do Senhor Ressuscitado encerram as solenidades da Semana Santa de Oeiras

Compartilhe:

A comunidade católica que durante dez dias vivenciou as cerimônias da Semana Santa de Oeiras participou no Sábado Santo, 26, da solene Vigília Pascal, que teve início no adro da Igreja Catedral, às 22h, com a bênção do Fogo Novo. Em seguida dom Augusto Alves da Rocha, bispo emérito de Floriano, dirigiu-se para o interior da Igreja Catedral conduzindo o Círio Pascal, símbolo do Cristo Ressuscitado. Diante da assembleia de fieis proferiu o anúncio da Páscoa e toda a comunidade fez a renovação das promessas batismais. A vigília foi concelebrada pelo Pe. João Francisco, pároco da Paróquia Nossa senhora da Vitória e pelo Pe. José Francisco, vigário paroquial.

A Liturgia da Vigília Pascal é riquíssima e divide-se em quatro partes: A Liturgia da Luz, durante a qual se acende o Círio Pascal e a Benção do Fogo, que simbolizam o Cristo morto e ressuscitado; a Liturgia da Palavra: com leituras de trechos do Antigo Testamento, intercalados de salmos e orações, através dos quais a Igreja medita sobre os atos poderosos de Deus na história da salvação da humanidade; a Liturgia Batismal: recorda-se que, desde os primeiros séculos da Igreja, o Batismo esteve sempre intimamente ligado à Páscoa. Os catecúmenos recebem sacramentalmente as graças da Morte e da Ressurreição de Cristo, quando toda a Igreja celebra o memorial desses atos redentores. E é naturalmente a melhor das ocasiões para toda a congregação cristã renovar os seus próprios votos batismais; e a Liturgia Eucarística: somos sacramentalmente reunidos a Cristo vivo e ressuscitado, fazendo nossa a Páscoa do Senhor. É o clímax natural da Liturgia Pascal.

Os altares da Igreja Catedral estavam todos decorados com flores, velas, toalhas e peças sacras de prata, sinalizando que Jesus ressuscitou. No momento do Glória, o coral madrigal entoou um canto glorificando a Deus, e nesse momento os sinos da velha igreja, sinetas, campainhas e instrumentos voltaram a tocar, anunciando que Jesus Ressuscitou. Momento de muita alegria compartilhado por todos os fieis.

Na manhã do Domingo da Ressurreição, 27, os católicos participaram da procissão do Senhor Ressuscitado e solene missa. A procissão deixou a Igreja Catedral, às 08h30, e seguiu o trajeto tradicional retornando a Igreja de Nossa Senhora da Vitória, onde aconteceu a santa missa, presidida por dom Augusto Rocha, bispo emérito de Floriano e concelebrada pelo Pe. João Francisco, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Vitória, pelo Pe. José Raimundo, diretor espiritual do Seminário Maior em Teresina e pelo Pe. José Francisco, vigário paroquial. A missa foi animada pelo Coral Madrigal e Bandolins de Oeiras.

A Páscoa celebra a ressurreição de Jesus, ocorrida três dias depois da sua crucificação e morte, conforme o relato do Novo Testamento. É a principal celebração do ano litúrgico cristão e também a mais antiga e importante festa cristã. A data da Páscoa determina todas as demais datas das festas móveis cristãs, com exceção às relacionadas ao Advento. O domingo de Páscoa marca o ápice da Paixão de Cristo e é precedido pela Quaresma, um período de quarenta dias de jejuns, orações e penitências.

Com a solenidade do Domingo da Ressurreição encerra-se o ciclo das festividades da Semana Santa em Oeiras, a mais tradicional do Piauí.

20160327_000335 (Copy)

20160326_230456 (Copy)

20160326_222514 (Copy)

20160326_221030 (Copy)

20160326_220321 (Copy)

20160327_104623 (Copy)

20160327_085743 (Copy)

20160327_083923 (Copy)

20160327_083955 (Copy)

20160327_084012 (Copy)

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts