UMA NOVA VIDA A PARTIR DO ENCONTRO COM O SENHOR!

Compartilhe:

 

Deus não se esconde de nós. Pelo contrário, ele se deixa encontrar, espalhando numerosas pistas e sinais de sua presença, por onde quer que passemos; onde quer que estejamos. Encontrar-se com o Senhor não é um privilégio e, nem tão pouco uma exceção. Encontrar-se com o Senhor é um desejo inscrito no coração de todo ser humano. Mas, este encontro, cada um o faz a seu tempo, no seu ritmo, no seu processo, dentro de uma história única e irrepetível. Fazer a experiência de encontro com o Senhor é algo que envolve a pessoa por inteiro, o tempo todo, até o fim da vida. Quem se encontra com o Senhor, encontra-se consigo mesmo e com os outros. Quem se encontra com o Senhor, encontra o sentido para a sua própria vida e para o viver. Que se encontra com o Senhor, torna-se, Dele, um fiel seguidor, vivendo como Ele viveu. Quem se encontra com o Senhor faz da sua vida um sinal que ecoa como boa notícia ao mundo todo. Quem se encontra com o Senhor, encontra-se com a vida plena.

A Bíblia tem vários registros de encontro com o Senhor.

Um encontro muito interessante é o do jovem Samuel. Este encontro acontece combinando os seguintes elementos: chamado-escuta-discernimento-resposta

1Sm 3,3-10.19

“A lâmpada do santuário ainda não tinha sido apagada e Samuel estava deitado no santuário de Javé, onde se encontrava a arca de Deus. Javé chamou: ‘Samuel, Samuel’. Ele respondeu: ‘Estou aqui’. Ele foi correndo para junto de Eli e disse: ‘Estou aqui. O senhor me chamou?’ Eli respondeu: ‘Não, eu não chamei você. Vá se deitar’. Samuel foi se deitar, e Javé o chamou outra vez. Samuel se levantou, foi até onde Eli estava, e lhe disse: ‘Estou aqui. O senhor me chamou?’ Eli respondeu: ‘Não chamei você, meu filho. Vá se deitar’. Samuel ainda não conhecia Javé, e a palavra de Javé ainda não lhe tinha sido revelada. Javé tornou a chamar Samuel pela terceira vez. Samuel se levantou, foi onde Eli estava, e lhe disse: ‘Estou aqui. O senhor me chamou?’ Então Eli percebeu que era Javé quem estava chamando o menino. E disse a Samuel: ‘Vá e fique deitado. Se alguém chamar você de novo, diga: Fala, Javé, que o teu servo escuta’. E Samuel foi se deitar no seu lugar. Javé se apresentou e o chamou como antes: ‘Samuel, Samuel’. Então Samuel respondeu: ‘Fala, que o teu servo escuta’. Samuel crescia, e Javé estava com ele. Nenhuma das palavras que Javé lhe disse deixou de se cumprir.”

O Encontro com alguns daqueles que formariam o grupo dos 12 apóstolos é, também muito revelador porque acontece, dentro de uma outra dinâmica: anúncio-encontro-seguimento-anúncio

Jo 1,35-42

“No dia seguinte, João aí estava de novo, com dois discípulos. Vendo Jesus que ia passando, apontou: ‘Eis aí o Cordeiro de Deus.’ Ouvindo essas palavras, os dois discípulos seguiram a Jesus. Jesus virou-se para trás, e vendo que o seguiam, perguntou: ‘O que é que vocês estão procurando?’ Eles disseram: ‘Rabi (que quer dizer Mestre), onde moras?’ Jesus respondeu: ‘Venham, e vocês verão.’ Então eles foram e viram onde Jesus morava. E começaram a viver com ele naquele mesmo dia. Eram mais ou menos quatro horas da tarde. André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que ouviram as palavras de João e seguiram a Jesus. Ele encontrou primeiro o seu próprio irmão Simão, e lhe disse: ‘Nós encontramos o Messias (que quer dizer Cristo).’ Então André apresentou Simão a Jesus. Jesus olhou bem para Simão e disse: Você é Simão, o filho de João. Você vai se chamar Cefas (que quer dizer Pedra)’.”

O encontro com o Senhor é, definitivamente, o princípio da vida presente e futura; o bem necessário e a história completa. Porque, uma vida nova só se dá a partir do encontro com o Senhor.

Busquemos o Senhor sem cessar!

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts

ORAÇÕES DESCONCERTANTES

 Saber orar é a maior de todas as conquistas da fé porque, ao mesmo tempo que indica maturidade espiritual, revela o nível de conversão, obediência,