SOMOS HERDEIROS DE CRISTO!

Compartilhe:

 

Vivemos num tempo em que as pessoas são medidas não pelo que são, mas pelo que têm; pelos seus pertences: dinheiro, carro, casa, fama, poder, status…

De onde vem essa mentalidade? O que forma essa visão?

Essa visão e mentalidade, certamente, não vem de Deus e nem é apoiada por Deus. Essa é uma visão do mundo! E, por sinal, muito pobre e medíocre. Aliás, desumana! Porque desqualifica a pessoa humana naquilo que ela tem de essencial: a humanidade.

A visão materialista da vida “coisifica” o homem e lhe nega a expressão do ser e da fé. Não fomos criados para as coisas, fomos criados para Deus e, em Deus, chamados a experimentar tudo o que ele é e faz para o nosso bem.

Quando Deus criou o mundo, ele o criou a serviço de nossa felicidade. O mundo para o homem e não o homem para o mundo. A inversão se deu, exatamente, quando o instinto egoísta, alimentado pela desobediência e calcado na gana do ter, do prazer e do poder, concebeu o pecado (releia a história de Adão e Eva).

A fé, entretanto, nos coloca frente-a-frente com a Graça de Deus: somos o seu povo, portanto, herdeiros da promessa: “Não por causa da Lei, mas por causa da justiça da fé, que a promessa de receber o mundo em herança foi feita a Abraão ou à sua descendência. A herança, portanto, vem através da fé, para que seja gratuita e para que a promessa seja garantida a toda a descendência, não só à descendência segundo a Lei, mas também à descendência segundo a fé de Abraão, que é o pai de todos nós” (Rm 4,13.16).

Deve ficar claro, porém, que, sendo a herança da fé não ‘simplesmente coisas’ para o corpo mas, ‘bens para a vida’, quem a recebe, também se torna herança. Portanto, os que foram feitos herdeiros da promessa também se tornaram a herança de Deus.

A plenitude, o auge, o momento máximo desta ‘herança’, acontece em Jesus. Como diz São Paulo numa passagem: “E se vocês pertencem a Cristo, então vocês são de fato a descendência de Abraão e herdeiros conforme a promessa” (Gl 3,29) e noutra passagem: “E se somos filhos, somos também herdeiros: herdeiros de Deus, herdeiros junto com Cristo, uma vez que, tendo participado dos seus sofrimentos, também participaremos da sua glória” (Rm 8,17).

Somos herdeiros de Cristo, portanto, é preciso buscar, dia-a-dia a confirmação desta herança, em vista da riqueza que isso significa: herança para nós e em nós!

  1. Sem convicções de fé o pecado toma conta de nós.

“Uma vez que Cristo sofreu na carne, vocês também devem estar armados com esta convicção: aquele que sofreu na carne, rompeu com o pecado, a fim de viver o resto de seus dias guiado pela vontade de Deus e não por paixões humanas” (cf. 1Pd 4,1-6).

  1. A vida é curta! Temos que faze-la valer a pena!

“O fim de todas as coisas está próximo. Sejam, portanto, moderados e sóbrios, para se dedicarem à oração. Sobretudo, conservem entre vocês um grande amor, porque o amor cobre uma multidão de pecados” (cf. 1Pd 4,7-11).

  1. É preciso ter muita coragem para assumir as exigências da fé.

“Amados, não fiquem alarmados com o incêndio que se espalha entre vocês para prová-los, como se estivesse acontecendo algo estranho no meio de vocês. Ao contrário, alegrem-se por estarem participando dos sofrimentos de Cristo, para que vocês também se alegrem e exultem ao se revelar a glória dele” (cf. 1Pd 4,12-19).

O caminho da felicidade está ai: as riquezas de uma nova herança para um povo com um novo coração! “Quer um conselho? Quer mesmo ficar rico? Então compre o meu ouro, ouro puro, derretido no fogo. Quer se vestir bem? Compre minhas roupas brancas, para cobrir a vergonha da sua nudez” (Ap 3,18).

Vale a pena insistir nessa busca!

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

A SANTÍSSIMA TRINDADE

    Domingo, dia 12 de junho a Igreja celebra a Santíssima Trindade, por isso convém dedicar algumas palavras para tratar este mistério da fé.

LEIA MAIS

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts