SOMOS HERDEIROS DE CRISTO!

Compartilhe:

 

Vivemos num tempo em que as pessoas são medidas não pelo que são, mas pelo que têm; pelos seus pertences: dinheiro, carro, casa, fama, poder, status…

De onde vem essa mentalidade? O que forma essa visão?

Essa visão e mentalidade, certamente, não vem de Deus e nem é apoiada por Deus. Essa é uma visão do mundo! E, por sinal, muito pobre e medíocre. Aliás, desumana! Porque desqualifica a pessoa humana naquilo que ela tem de essencial: a humanidade.

A visão materialista da vida “coisifica” o homem e lhe nega a expressão do ser e da fé. Não fomos criados para as coisas, fomos criados para Deus e, em Deus, chamados a experimentar tudo o que ele é e faz para o nosso bem.

Quando Deus criou o mundo, ele o criou a serviço de nossa felicidade. O mundo para o homem e não o homem para o mundo. A inversão se deu, exatamente, quando o instinto egoísta, alimentado pela desobediência e calcado na gana do ter, do prazer e do poder, concebeu o pecado (releia a história de Adão e Eva).

A fé, entretanto, nos coloca frente-a-frente com a Graça de Deus: somos o seu povo, portanto, herdeiros da promessa: “Não por causa da Lei, mas por causa da justiça da fé, que a promessa de receber o mundo em herança foi feita a Abraão ou à sua descendência. A herança, portanto, vem através da fé, para que seja gratuita e para que a promessa seja garantida a toda a descendência, não só à descendência segundo a Lei, mas também à descendência segundo a fé de Abraão, que é o pai de todos nós” (Rm 4,13.16).

Deve ficar claro, porém, que, sendo a herança da fé não ‘simplesmente coisas’ para o corpo mas, ‘bens para a vida’, quem a recebe, também se torna herança. Portanto, os que foram feitos herdeiros da promessa também se tornaram a herança de Deus.

A plenitude, o auge, o momento máximo desta ‘herança’, acontece em Jesus. Como diz São Paulo numa passagem: “E se vocês pertencem a Cristo, então vocês são de fato a descendência de Abraão e herdeiros conforme a promessa” (Gl 3,29) e noutra passagem: “E se somos filhos, somos também herdeiros: herdeiros de Deus, herdeiros junto com Cristo, uma vez que, tendo participado dos seus sofrimentos, também participaremos da sua glória” (Rm 8,17).

Somos herdeiros de Cristo, portanto, é preciso buscar, dia-a-dia a confirmação desta herança, em vista da riqueza que isso significa: herança para nós e em nós!

  1. Sem convicções de fé o pecado toma conta de nós.

“Uma vez que Cristo sofreu na carne, vocês também devem estar armados com esta convicção: aquele que sofreu na carne, rompeu com o pecado, a fim de viver o resto de seus dias guiado pela vontade de Deus e não por paixões humanas” (cf. 1Pd 4,1-6).

  1. A vida é curta! Temos que faze-la valer a pena!

“O fim de todas as coisas está próximo. Sejam, portanto, moderados e sóbrios, para se dedicarem à oração. Sobretudo, conservem entre vocês um grande amor, porque o amor cobre uma multidão de pecados” (cf. 1Pd 4,7-11).

  1. É preciso ter muita coragem para assumir as exigências da fé.

“Amados, não fiquem alarmados com o incêndio que se espalha entre vocês para prová-los, como se estivesse acontecendo algo estranho no meio de vocês. Ao contrário, alegrem-se por estarem participando dos sofrimentos de Cristo, para que vocês também se alegrem e exultem ao se revelar a glória dele” (cf. 1Pd 4,12-19).

O caminho da felicidade está ai: as riquezas de uma nova herança para um povo com um novo coração! “Quer um conselho? Quer mesmo ficar rico? Então compre o meu ouro, ouro puro, derretido no fogo. Quer se vestir bem? Compre minhas roupas brancas, para cobrir a vergonha da sua nudez” (Ap 3,18).

Vale a pena insistir nessa busca!

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

A AMIZADE DE DEUS

  Nosso Senhor, o Verbo de Deus, que primeiro atraiu os homens para serem servos de Deus, libertou em seguida os que lhe estavam submissos,

LEIA MAIS

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts