Obra de Costa Andrade está exposta no Museu de Arte Sacra de Oeiras

Compartilhe:

A tela de Nossa Senhora da Vitória, de autoria do artista plástico piauiense Francisco Carvalho Costa Andrade está exposta na Sala do Pálio no Museu de Arte Sacra de Oeiras. A obra foi arrematada por Dr. Carlos Rubem, Promotor de Justiça, presidente da Fundação Nogueira Tapety e articulista cultural, que cedeu a obra para compor o acervo sacro do museu(cessão). A obra faz parte da exposição de arte sacra cusquenha que está no Solar das 12 Janelas desde a Semana Santa, quando foi oficialmente aberta com a presença do autor.

Francisco Carvalho Costa Andrade é natural de Simplício Mendes – PI, mas reside no Estado do Tocantins, onde possui uma intensa agenda cultural e é reverenciado pela significativa obra. Ele utiliza na composição de suas obras sacras a arte cusquenha caracterizada por traços suaves, tonalidades vivas e augusta beleza das indumentárias, de modo que ao mesmo tempo exala em suas matizes cândidas nuances de uma linha artística realmente voltada à Deus. A Arte Católica Cusquenha é muito especial em diversos ângulos, pois se existe uma venerável arte sacra cuja contemplação eleva a alma do católico aos píncaros da fé, tal arte poderia ser apontada como a Arte Sacra Cusquenha.

Para o Dr. Carlos Rubem, Promotor de Justiça,a tela de Nossa Senhora da Vitória representa a devoção histórica do povo de Oeiras e o lugar mais apropriado para ela ficar exposta é no MAS – Museu de Arte Sacra.

A tela de Nossa Senhora da Vitória chegou oficialmente ao MAS nas celebrações da 12ª Semana Nacional de Museus, período em que instituições museológicas de todo o Brasil celebram o museu.

Posts Relacionados

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts

A ESPERANÇA NÃO DECEPCIONA

Esperança não é uma coisa tão fácil, por isso, precisa ser decidida, antes, no coração, como fonte, objetivo e meta. Esperar não é um ato