INDEPENDÊNCIA É MORTE!

Compartilhe:

Que história é essa que ‘ninguém tem nada a ver com a sua vida’? Que pensamento é esse que você é ‘dono do seu nariz’? Que arrogância é essa que endurece seu queixo? Que ilusão é essa de ter, de poder e de prazer? Que ideia é essa de liberdade? Que conversa é essa de independência? O que você pensa que é? O que você está fazendo com a sua vida? Aonde você pretende chegar?

Tem certeza que você se basta a si mesmo?

Puro orgulho! Pura vaidade! Pura autossuficiência! Pura Ignorância!

Você pensa que é livre mas, não é. Você não é livre! Você apenas faz o que quer, muitas vezes, por impulso. Não quer opiniões, nem conselhos, nem sugestões, nem correções, nem avisos, nem alertas… Você quer viver solto! Não quer limite. Essa é a sua liberdade! Que vergonha! Que disparate! Você é escravo, não é livre!

Você pretende ser independente de tudo e de todos e não vê que está nadando contra a corrente. Isso é impossível. Independência é morte! Dependência também! Por mais que você não queira, você precisa dos outros. Aliás, necessita! Você não é ninguém sem os outros!

Ao invés de proclamar a independência como o ideal da emancipação e da vida adulta, queira e busque a autonomia. Sim! Autonomia! Vamos conhecer a origem e aplicação do termo: do francês autonomie; derivado do grego αὐτονομία, (autonomia); αὐτος (autós) próprio, si mesmo + νόμος (nomos) lei, norma, regra. Sendo assim, autonomia é a vida regida a partir de uma lei interna a si mesmo; a partir de dentro.

Compreendemos, então, que autonomia é um processo permanente de autoconsciência, de autovaloração, de autoestima, de autorregulação, de autoafirmação como pessoa, sendo, este, o chão fértil e o terreno favorável para relações equilibradas consigo mesmo, com os outros e com Deus.

Visto por esse ângulo a vida ganha outras perspectivas!

Você não se basta a si mesmo! Faz uma retrospectiva básica! Pra ser concebido precisou, no mínimo, de duas pessoas. Foi gerado e alimentado por uma mãe. Nasceu pelas mãos dos outros. Nem sempre tomou banho ou se alimentou sozinho. Outros lavaram suas sujeiras, feitas na roupa. Foi beneficiado pelo trabalho suado dos pais ou responsáveis. Sempre teve roupa, casa, comida, cama e, sempre, pareceu pouco. Teve oportunidade de estudo quando, nem mesmo os seus pais tiveram. Dorme tarde e acorda tarde. É protegido por leis que poupam você do trabalho, da responsabilidade e até do crescimento…

Entendo, perfeitamente, o ideal humano de crescimento! Nós nascemos para crescer! Mas, somos flagrados, constantemente, burlando ou boicotando a ordem natural do crescimento e da vida. Vivemos atropelando as pessoas e as coisas. Adiantando os tempos e os momentos, comemos frutas verdes e ‘amarramos’ nossa boca e paladar.

O que esperar da vida atropelada, dos desejos sem freios e do querer sem disciplina? Como confiar nos pés que não se deixam guiar, na língua que não tem freios, nos olhos insaciáveis, no coração dissimulado e na mente ‘poluída’?

Nós precisamos uns dos outros! Nós precisamos de Deus! Isso, sim, é vida! “Porque nenhum de vocês vive para si mesmo, e ninguém morre para si mesmo. Se vivemos, é para o Senhor que vivemos; se morremos, é para o Senhor que morremos. Quer vivamos, quer morramos, pertencemos ao Senhor. Cristo morreu e voltou à vida para ser o Senhor dos mortos e dos vivos” (Romanos 14,7-9).

A autonomia é um processo humano necessário ao crescimento sadio! É dolorido como um parto, mas, necessário à vida! Somente pela busca da autonomia é que se consegue chegar uma verdadeira consciência sobre si e sobre os outros; sobre os valores e os princípios norteadores da vida.

A autonomia é o caminho que leva ao respeito à dignidade humana!

Serão cada vez mais bem resolvidas, as pessoas que mais buscarem a sua autonomia!

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

QUARESMA: OS TEMPOS MUDARAM!

  O que será que sobrou das nossas quartas-feiras de cinzas: Lembranças?  Saudades? Tradição? Medo? Dúvida? Apreensão? Será que toda essa história de quarta-feira de

LEIA MAIS

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts