ENCARNAÇÃO: em Jesus, Deus se comunica plenamente com o seu povo.

Compartilhe:

Jesus Cristo foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria.

Assim nos expressamos no CREIO porque esta afirmação é um MISTÉRIO DA FÉ. Quer dizer, é algo que vai além das nossas especulações, explicações, definições e teologias. É Herança e Revelação. É um Dom de Deus que abrange toda pessoa e a pessoa toda.

A plena verdade sobre Deus nós encontramos em Jesus; ele revela quem realmente Deus é! A Encarnação de Jesus é a comunicação máxima de Deus com o seu povo. É a CHAVE para abrir o ENTENDIMENTO sobre o Plano de Deus: seu amor, seu poder, sua misericórdia, sua presença, sua fidelidade, sua morte e ressurreição.

Jesus diminui a distância entre Deus e os Homens.  Jesus quebra as barreiras, derruba os muros e forma um povo novo para o coração de Deus. Por Jesus, aprendemos que Deus é Pai e somos irmãos.

A ENCARNAÇÃO é o Mistério de Deus que se faz homem; vivendo, em tudo, a nossa condição humana, menos o pecado. Vendo Jesus que se encarna aprendemos a gostar mais da vida humana e de ser gente.

Falamos de Encarnação não como um fato material e mecânico, onde enxergamos, tão somente, gravidez e nascimento. É muito mais do que isso.  É uma espiritualidade, um modo de vida. Tem implicações concretas no discipulado cristão.  Serve, até, como “régua” de medida de nossa vida cristã e como convite permanente à conversão e à revitalização de nosso compromisso com a vida e a fé.

A Encarnação se deu em Nazaré! Por que? Que é Nazaré? Qual a importância de Nazaré? Que valores existem em Nazaré? Que pessoas vivem ai? Qual a cultura desse lugar? Quais são os sonhos, as visões e os desafios que se cultivam em Nazaré? Que significou para Jesus este lugar para sua formação e missão?

Nazaré é o lugar da Encarnação. É onde a Palavra de Deus foi concebida, onde o Verbo cresce.  É o lugar no qual se aprende a responder à Palavra de Deus. À medida que o Verbo cresce, cresce a Encarnação.  De fato é o lugar do crescimento de Deus, do desenvolvimento de Deus na pessoa humana de Jesus.  Aqui Jesus aprendeu, ouviu, observou.  Foi no espaço onde atingiu a maior percepção de sua missão.  Em Nazaré ele aprofundou seu compromisso e sua entrega.

A Encarnação de Deus começa com o SIM de Maria.  Ela confia na graça, no poder, no Espírito e na Providência de Deus para realizar o difícil, o impossível. Ela acolhe a graça de poder responder ao Espírito Santo e escutar a Palavra.

Embora seja iniciativa e interesse de Deus, requer nossa resposta pessoal. A encarnação começa, também, com o nosso SIM.

Eis o texto de são João sobre a encarnação:

“No começo a Palavra já existia: a Palavra estava voltada para Deus, e a Palavra era Deus. No começo ela estava voltada para Deus. Tudo foi feito por meio dela, e, de tudo o que existe, nada foi feito sem ela. Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. Essa luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram apagá-la. 6 Apareceu um homem enviado por Deus, que se chamava João. Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos acreditassem por meio dele. 8 Ele não era a luz, mas apenas a testemunha da luz. A luz verdadeira, aquela  que ilumina todo homem, estava chegando ao mundo. A Palavra estava no mundo, o mundo foi feito por meio dela, mas o mundo não a conheceu. Ela veio para a sua casa, mas os seus não a receberam. Ela, porém, deu o poder de se tornarem filhos de Deus a todos aqueles que a receberam, isto é, àqueles que acreditam no seu nome. Estes não nasceram do sangue, nem do impulso da carne, nem do desejo do homem, mas nasceram de Deus. E a Palavra se fez homem e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória: glória do Filho único do Pai, cheio de amor e fidelidade” (Jo 1,1-14).

Mas, podemos ler, também, em Lucas 1,26-38 e Mateus 1,18-25.

 

 

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts