Dom Edilson Nobre celebra Missa de Cinzas na Igreja Catedral

Compartilhe:

A quarta- feira de cinzas marca a abertura da Quaresma, período de 40 dias que antecede a comemoração da Páscoa. Esse período é marcado por orações e jejuns, como parte da penitência que todo cristão deve realizar, segundo os princípios da Igreja Católica. A Santa Missa foi presidida por Dom Edílson Nobre, bispo diocesano e concelebrada pelo Pe. Possidônio Barbosa, pároco da Paróquia e vigário geral e Pe. Jonh Elves, vigário paroquial.

A Quaresma iniciou-se no dia 17 de fevereiro com a missa de Cinzas na  Paróquia Nossa Senhora da Vitória. Neste ano,  a CFE  tem como tema: Fraternidade e dialogo: compromisso de amor e o lema: “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade.”
O Bispo diocesano, Dom Edilson Nobre, em sua homilia exortou os fiéis a respeito da quaresma como um tempo oportuno de fortalecimento da prática da esmola, da oração e do jejum, e que esqueçamos de fato o que é supérfluo e passageiro e busquemos o que é essencial para a vida. Ressaltou ainda que no período quaresmal a Santa mãe igreja insere a Campanha a fraternidade, uma pratica consolidada em nosso país por mais de cinquenta anos.  A cada cinco anos a campanha acontece de modo ecumênico ou seja, um tema refletido não apenas a igreja católica, apostólica romana, mas também por outras igrejas cristãs que juntas participam do processo e se empenham na abordagem do tema escolhido e isso é sinal de maturidade, pois mesmo com as nossas diferenças somos capazes de dialogar sobre aquilo que nos une. A campanha da fraternidade nos interpela a sermos maduros na fé e sinais de Deus no mundo inteiro, pois mesmo diferentes somos capazes de dialogar e ser presença de Deus construindo a paz.  Disse ainda que a campanha combina com o gesto da Coleta da Solidariedade, que acontece sempre no domingo de ramos e que graças a esse gesto de solidariedade a igreja católica consegue realizar ações de impacto que ajudam a salvar vidas em meio aos mais pobres que vivem em situação de vulnerabilidade.
Em seguida, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária os fiéis presentes na igreja receberam as cinzas em suas cabeças, como muito respeito, fé e devoção.
Texto: Dalva Carvalho – Correspondente da paróquia Nossa Senhora da Vitória
Fotos: Fernanda Meneses
 

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts