A palavra de Deus é atual sempre

Compartilhe:

A Palavra de Deus é, sempre, atual, lúcida e profética e, nos mínimos detalhes, faz um levantamento dos dramas da vida injustiçada, faz a denuncia contra os injustos do poder mas, apresenta a saída da justiça divina.

Olhamos para o Brasil e, quase não vemos esperança porque, esperamos justiça dos injustos. Ora, só Deus é justo! Claro está, portanto, que uma nação de cristãos (assim é a propaganda) deve fazer a virada da fé, submetendo-se aos princípios da justiça divina porque, Deus não dorme e nem cochila (Sl 121).

Apresento um texto do profeta Ezequiel que parece ter sido escrito olhando para o Brasil. Nesta profecia, onde está escrito Israel, leia-se Brasil; onde está escrito pastores, leia-se governantes/políticos; onde está escrito ovelhas/rebanho, leia-se povo/brasileiros. Vamos ao texto de Ezequiel 34.

Os traidores do povo

“Recebi de Javé a seguinte mensagem:  ‘Criatura humana, profetize contra os pastores de Israel, dizendo: Assim diz o Senhor Javé: Ai dos pastores de Israel que são pastores de si mesmos! Não é do rebanho que os pastores deveriam cuidar? Vocês bebem o leite, vestem a lã, matam as ovelhas gordas, mas não cuidam do rebanho. Vocês não procuram fortalecer as ovelhas fracas, não dão remédio para as que estão doentes, não curam as que se machucaram, não trazem de volta as que se desgarraram e não procuram aquelas que se extraviaram. Pelo contrário, vocês dominam com violência e opressão. Por falta de pastor, minhas ovelhas se espalharam e se tornaram pasto de feras selvagens. Minhas ovelhas se espalharam e vagaram sem rumo pelos montes e morros. Minhas ovelhas se espalharam por toda a terra, e ninguém as procura para cuidar delas. Por isso, vocês, pastores, ouçam a palavra de Javé: Juro por minha vida – oráculo do Senhor Javé: Minhas ovelhas se tornaram presa fácil e servem de pasto para as feras selvagens. Elas não têm pastor, porque os meus pastores não se preocupam com o meu rebanho: ficam cuidando de si mesmos, em vez de cuidarem do meu rebanho. Por isso, pastores, ouçam a palavra de Javé! Assim diz o Senhor Javé: Vou me colocar contra os pastores. Vou pedir contas a eles sobre o meu rebanho, e não deixarei mais que eles cuidem do meu rebanho. Desse modo, os pastores não ficarão mais cuidando de si mesmos. Eu arrancarei minhas ovelhas da boca deles, e elas não servirão mais de pasto para eles’.” (Ez 34,1-10).

O Governo de Deus.

“Assim diz o Senhor Javé: ‘Eu mesmo vou procurar as minhas ovelhas. Como o pastor conta o seu rebanho, quando está no meio de suas ovelhas que se haviam dispersado, eu também contarei as minhas ovelhas, e as reunirei de todos os lugares por onde se haviam dispersado, nos dias nebulosos e escuros. Eu as retirarei do meio dos povos e as reunirei de todas as regiões, e as trarei de volta para a sua própria terra. Aí, eu próprio cuidarei delas como pastor, nos montes de Israel, nos vales e baixadas do país. Vou levá-las para pastar nas melhores invernadas, e o seu curral ficará no mais alto dos montes de Israel. Aí, elas poderão repousar num curral bom, e terão pastos abundantes sobre os montes de Israel. Eu mesmo conduzirei as minhas ovelhas para o pasto e as farei repousar – oráculo do Senhor Javé. Procurarei aquela que se perder, trarei de volta aquela que se desgarrar, curarei a que se machucar, fortalecerei a que estiver fraca. Quanto à ovelha gorda e forte, eu a destruirei, pois cuidarei do meu rebanho conforme o direito’.” (Ez 34,11-16).

E o texto de Ezequiel continua por todo o capítulo 34. Que tal continuar a leitura na Bíblia? E se a gente voltasse a se deixar governar por Deus e seus princípios? E se a fé não fosse apenas um enfeite, um privilégio ou um disfarce?

Voltemo-nos para Deus… Ele é o verdadeiro pastor!

 

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

ANO
JUBILAR

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts