A HISTÓRIA DO POVO DE DEUS: NOSSA HISTÓRIA!

Compartilhe:

Todo poder que é ilegítimo se impõe a força. Por isso, Israel foi escravizado. Fez uma dura experiência no Egito. Padeceu as injustiças dos poderosos, foi espezinhado como verme. “Mas o Senhor chamou Moisés do meio da sarça ardente e lhe disse: “Eu vi, eu vi a miséria de meu povo que está no Egito. Ouvi o seu clamor por causa dos seus opressores; pois eu conheço as suas angústias. Por isso desci a fim de libertá-lo da mão dos egípcios, e para fazê-lo subir daquela terra a uma terra vasta, terra que mana leite e mel” (Ex 3,7-8).

A liberdade tem seu preço, não é gratuita. Nós a conquistamos com muita luta e sacrifício. O deserto é seu mais forte opositor. O deserto é, para liberdade, um grande desafio. E, então, o povo murmurou contra Moisés e contra Deus: “Antes fôssemos mortos pela mão de Javé na terra do Egito, quando estávamos sentados junto à panela de carne e comíamos pão com fartura” (Ex 16,3). Construíram para si um bezerro de ouro, desrespeitando os Mandamentos do Senhor e criando para si um outro deus, incapaz de os salvar (Ex 32,1ss).

Como você sente e vive o desafio de viver a liberdade?

O Povo de Deus se apropriou dos costumes das nações estrangeiras. E revelou a dureza de seu coração. Queria e pediu um rei a Samuel: “Disseram a Samuel: ‘Veja. Você já está velho e seus filhos não seguem o seu exemplo. Por isso, escolha para nós um rei, para que ele nos governe, como acontece em todas as nações’” (1Sm 8,5).

A história tem muitas contradições que, trazem as chagas de um poder que se impõe. Pra Israel a história se “repetia” impiedosamente. A sua história era uma história negada. As infidelidades, as guerras, as divisões e as lutas constantes pelo poder arruinaram a situação do Povo de Deus. As nações se coligaram numa aliança de morte. Por causa dos interesses dos grandes o menor sempre padece. Israel, já de posse da Terra Prometida, perdeu de novo a Liberdade conquistada no deserto. Foi exilado, massacrado e humilhado.

Javé suscitou Profetas no meio do povo. Mas, até mesmo os Profetas de Javé foram humilhados e tratados com dureza e violência, porque denunciavam a situação de opressão do seu povo.

O Senhor agiu de novo, repatriou o seu povo. Fê-lo voltar do cativeiro, do exílio. Pra reconstruir sua memória e identidade, e retomar as tradições de seus pais e as leis santas de Javé. Deus não se cansa de salvar o seu povo!

Como é que vemos os homens que nos governam?

O mundo é nossa casa, nos relacionamos com pessoas, vivemos em sociedade. Portanto, as conquistas e os fracassos, as soluções e os problemas atingem a todos nós. Jesus disse: “Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal perde o sabor com o que salgaremos? Vós sois a luz do mundo… Não se acende uma lâmpada e se coloca debaixo do alqueire, mas no candelabro… Que vossa luz brilhe para todos os homens” (Mt 5,13-16).

Todos nós desejamos um Brasil novo; uma cidade nova; um estado novo; um mundo novo. Queremos Paz e Justiça, Igualdade e Fraternidade, Liberdade e direito. É por isso que rezamos para que os governantes (municipais, estaduais e federais) sejam sempre sensíveis às dores do povo, assim como Deus foi sensível às dores e ao Clamor do Povo de Israel.

Identificados com o Povo de Deus e sua história, certamente, nossa história ganha um sentido novo de povo conduzido por Deus para a liberdade e a libertação.

Por: Pe. Edivaldo Pereira dos Santos

Foto: Google

Posts Relacionados

PALAVRA TEM PODER!

  Nossas relações interpessoais são formadas e estabelecidas por muitas e fortes mediações. Uma dessas mediações é a Palavra. Sem a palavra a vida seria

LEIA MAIS

DEUS É MISSÃO!

Deus não cessa de comunicar o seu amor e de revelar-se, por inteiro, sem reservas. Sua pedagogia é a da aproximação e da presença. Ele

LEIA MAIS

AMIGOS DO
SEMINÁRIO

ESCOLA
MISSIONÁRIA
DISCÍPULOS DE
EMAÚS - EMIDE

Facebook

Instagram

Últimos Posts