Notícias das Paróquias

Santo Expedito é festejado na Paróquia Santa Rosa de Lima

Autor: Jussy Freitas

 

Na noite dessa quinta-feira (19/04), na comunidade do bairro Fazenda, na Paróquia Santa Rosa de Lima, realizou-se a festa de Santo Expedito. A Celebração Eucarística foi presidida pelo Pe. Julielmo Marques Castelo Branco, pároco da Paróquia de Santa Rosa de Lima. Na assembleia, centenas de fies participaram com muita alegria e devoção a este que é o padroeiro das causas justas e urgentes, foi escolhido pelos moradores da comunidade para ser o protetor do bairro.

Durante nove noites foram celebradas novenas missas em preparação para o grande dia, onde os devotos agradeceram pelas bênçãos alcançadas   e reafirmaram sua devoção pelo santo que possui fieis espalhados por pelo Brasil inteiro.

A festa litúrgica de Santo Expedito é comemorada em 19 de abril por acreditar que esta é a data de sua morte. Expedito foi torturado e morto em 19 de abril de 303, por não renegar a fé cristã.

Para Riuvan Siqueira, “o festejo de Santo Expedito é muito importante para todos os fiéis que são devotos e principalmente para os que residem no bairro Fazenda pois traz a oportunidade de muitos moradores idosos comparecerem às missas tendo em vista que o bairro é mais afastado do centro da cidade onde fica localizada a Igreja matriz de Santa Rosa de Lima “. Afirmou

No percurso da procissão, que aconteceu nas ruas do bairro, observou-se a manifestação de muitas pessoas, doentes e idosos,  que não podem sair de casa, se emocionando e mesmo com dificuldade fizeram muito esforço para  se aproximar da imagem de  Santo Expedito, numa demonstração de fé e devoção.

O  Padre Julielmo Marques, destacou em sua homilia a importância das nove noites de preparação espiritual para a grande festa de Santo Expedito e enfatizou a importância da caridade com as pessoas que estão impossibilitadas de participarem das programações dentro da Igreja. “Durante a procissão, foi possível observar muitos idosos em frente as suas casas, emocionados ao verem a imagem de Santo Expedito. Com muito esforço, alguns, se aproximaram para pegar na imagem, beijar e agradecer. Eles esperam por alguém que vá até lá, por alguém que se aproxime, por alguém que empreste os ouvidos por um momento para eles manifestarem suas emoções e serem também escutados, ao invés de falarmos muito precisamos nos aproximar, parar e escutar”. Pontuou.

 

Por: Jussy Freitas

  

 

 

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *